segunda-feira, 30 de novembro de 2020
Cultura

Ilê Axé Oyá L'adê Inan lança campanha para reforma do espaço

Os valores arrecadados vão custear reformas estruturais e obras de ampliação do espaço
Fidelis Melo , Salvador | 20/11/2020 às 15:35
Ilê Axé Oyá L'adê Inan lança campanha para reforma do espaço
Foto: divulgação
Está aberta desde segunda-feira (16) a campanha de financiamento coletivo na internet, ou crowdfunding, para arrecadação de fundos para o Terreiro e Ponto de Cultura, Ilê Axé Oyá L'adê Inan. Os valores arrecadados vão custear reformas estruturais e obras de ampliação do espaço, situado no município de Alagoinhas, e que tem forte ligação com a comunidade e o cenário artístico local. Pessoas interessadas em contribuir podem doar qualquer quantia, através de uma página no site Benfeitoria.

"Desde 2008, quando abrimos o terreiro de candomblé ILÊ AXÉ OYÁ L'ADÊ INAN, estamos construindo com recursos próprios e com a ajuda dos filhos e filhas da comunidade religiosa. Essas construções quase sempre emergenciais acabaram por não ter a segurança e profissionalismo que merece a estrutura de um Ilê Axé, em suas instalações elétricas e hidráulicas, bem como nos seus pilares, alicerces e acabamentos, vulnerabilizando assim a segurança e a experiência de estar no Espaço do Ilê", explica o texto da campanha que pode ser acessada no link  https://benfeitoria.com/reformando-o-ile-k5s.

O terreiro foi certificado como Ponto de Cultura pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), que reconheceu uma das suas principais características: a de recepção e criação de produções artísticas para e com a comunidade e artistas alagoinhenses. Por 12 anos, o espaço foi sede do Grupo NATA - Núcleo Afro-brasileiro de Teatro de Alagoinhas, que desenvolveu pesquisas cênicas e criou espetáculos que ganharam os palcos da Bahia e do Brasil como Siré Obá – A Festa do Rei e Exu – A Boca do Universo.

Além disso, o terreiro já recebeu shows musicais e saraus literários; oficinas de formação artística; exibições de filmes através do Projeto Escolas Culturais, em parceria com o Circuito Luiz Orlando, da DIMAS - Divisão de Audiovisual da FUNCEB; atividades culturais dentro da programação do Festival de Artes Alagoinhas (FESTA); dentre outros eventos. Desde 2008, já foram realizadas no terreiro Ilê Axé Oyá L'adê Inan mais de 40 atividades, nas quais participaram cerca de 10.000 pessoas.