ter?a-feira, 11 de agosto de 2020
Cultura

DOM FRANQUITO SABOREIA COZIDO NO CENTRO HISTÓRICO DE SALVADOR

Abre assim que passar a pandemia do cornavirus
Dom Franquito , da redação em Salvador | 29/06/2020 às 07:39
Cozido bom a barato
Foto: BJÁ
  Dom franquito publicou nesta segunda-feira, 29, no wattpad em seu livro 96 restaurantes ao redor do mundo uma crônica sobre o cozido do shurrasqueto, no Largo 2 de Julho, centro da capital baiana. Leia todas as cronicas no wattpado.

  DOM FRANQUITO SABOREIA COZIDO NO CENTRO HISTÓRICO DE SALVADOR

 Depois de ir às compras na Avenida Sete, a rua do comércio mais movimentada de Salvador,onde adquiri um cinto dourado bacana para a senhora Bião de Jesus pela quantia de R$8,00 para ela usar na virada do ano, artefato que se usa acima da boca do estômago e não mais na cintura como antigamente, andei à bessa e só não fiquei exausto porque fui salvo pelo banco do jardim da praça da Piedade e por um caldo de cana do mestre Ambrósio. 

 Já que passava do meio dia e o relógio da igreja de São Pedro Velho tocou a hora da boa mesa, sai pela Rua da Forca, astuciei algo em volta do Mocambinho, passei pelo Caxixi e aportei com toda honra no Churrasqueto, restaurante que pertence à familia dos Caxixi.

   E como se tratava de uma quinta-feira, a garçonete Valéria observando que minha fome estava nas alturas da torres de São Bento, disse que havia reservado um cozido para mim, o último que havia na casa, pois, aquela hora, passando da uma da tarde, "já comeram tudo meu filho".

 Como não sou de rejeitar recomendação da casa, poderia se quizesse optar por um mistão, por uma carne de sol de Itororó, aceitei de bom coração o cozido e diria que fiquei bastante satisfeito, ainda mais que, antes dele, fui brindado com uma Bohemia daqueles retirada do frio da Sibéria.

  À mesa, pirão do caldo do cozido, arroz branco solto, molho de pimenta, e o dito encoberto com uma folha de couve que mais parecia uma folha de parreira. O melhor estava abaixo dela, em carnes e verduras, como o próprio nome diz, bem cozidas, de derreter na boca.

   Então, já que também tinha comprado um par de periquitos made in China na Sete coloquei-os para cantar na mesa para surpresa  dos meus vizinhos do Churrasqueto, casa ampla, arejada, atendimento rapidissimo e que serve comidas baianas com datas marcadas, na segunda, quiabada; na terça, rababa e costela; na quarta, dobradinha; na quinta, cozido; na sexta xinxin de galinha; no sábado, feijoada carioca e/ou mocotó.

    Tudo com preço extraordinário na base de R$20,00 cada um deles sendo que o mocotó por ser baianíssimo custa apenas R$17,00 fora o sonrisal.

    De repente, passa a gloriosa Valéria e pergunta: - Satisfeito com o cozido meu querido? 

     - Sim, satisfeitíssimo. Não mais do que isso porque não aguento acomodar todo ele em minha pança, brinquei.

    - Agora, uma cocadinha ou um docinho de leite e o serviço estará completo, completou a branca.

    - Amém, minha senhora - consenti.

    E depois, sem mais o que fazer passei na Padaria Bola Verde e comprei uma dúzia de cacetinhos.

 ------------------------------------------ 

RESTAURANTE O CHURRASQUETO

Praça Gen Inocêncio Galvão, 5 

Largo 2 de Julho - Salvador - Bahia

Fones 71- 3321-9229  9648-3973

Cozido R$20,00

Aceita todos os cartões

Use táxi para ir a este local

Não tem ar condicionado