sexta-feira, 20 de setembro de 2019
Cultura

Evento recebe o escritor português Valter Hugo Mãe

Evento também conta com a presença do marroquino Abdellah Taia
Ana Cristina Pereira , Salvador | 19/08/2019 às 12:58
Valter Hugo Mãe
Foto: divulgação
Em sua quinta edição, que começa na próxima quarta-feira (21/08), a Balada Literária da Bahia terá dois convidados internacionais: o escritor português Valter Hugo Mãe e o marroquino Abdellah Taia. Eles participam de bates-papos no evento, onde falam de suas escritas libertárias. Abdellah, numa mesa na sexta (23), às 17h, na Casa do Benin, e Valter Mãe no sábado (24), às 16h, no Espaço Cultural da Barroquinha.     
Grande admirador da cultura brasileira, Valter Hugo Mãe retorna ao Brasil após a Flixará, em julho passado, na cidade de Araxá (MG), onde foi o grande destaque. Desta vez, virá especialmente para a homenagem que a Balada 2019 presta ao educador pernambucano Paulo Freire (1921-1997) , em suas edições paulista, baiana e piauiense.
A primeira parada do autor, um dos nomes mais importantes da literatura contemporânea portuguesa, é Salvador. No ano passado, Valter Hugo foi um dos convidados da Festa Literária de Cachoeira (Flica), onde falou sobre intolerância, liberdade e o papel transformador da arte, temas que perpassam toda sua obra.  Antes, em 2016, ele esteve em Salvador no projeto Fronteiras do Pensamento.
Com mais de 30 títulos no currículo, Valter Hugo, 47 anos, começou a publicar nos anos 90 – livros de poesia, conto e romance. É no último gênero onde mais tem se destacado, com prêmios com o José Saramago (o remorso de baltazar serapião, 2006)  e o Portugal Telecom (a máquina de fazer espanhóis, 2010). Seu último romance lançado no Brasil  é Homens Imprudentementes Poéticos (Biblioteca Azul, 2016). Na Balada, Hugo Mãe apresenta a edição brasileira de Contos de Cães e Maus Lobos, seu primeiro livro de contos, pela mesma editora. Para o escritor Mia Couto, que assina o prefácio, Valter Hugo consegue no livro “a difícil tarefa de abraçar leitores das mais variadas idades em suas onze histórias”.
O outro convidado da Balada, Abdellah Taïa, 45 anos, nasceu no Marrocos, mas vive na França, onde tem se destacado como escritor, dramaturgo e cineasta.  Abdellah foi o primeiro escritor árabe a se assumir homossexual publicamente, em 2006, tornando-se um ícone da resistência em seu país. Seu primeiro livro publicado no Brasil é Aquele que é Digno de ser Amado (Editora Nós, 2018), que conta a história de Ahmed, um homossexual de 40 anos que vive em Paris e revê sua história através de quatro cartas – duas enviadas e duas recebidas -  nas quais ele reflete sobre sua homossexualidade, a relação com a mãe, os vínculos com o Marrocos e sua identidade como árabe na França. 
A V Balada Literária da Bahia conta com cinco dias de programação, a maior parte dela  gratuita. A abertura será quarta, com uma edição especial do Sarau Bem Black, no Centro Cultural da Barroquinha, às 19h. De quinta a sábado, a programação divide-se entre a Casa do Benin, o Centro Cultural da Barroquinha e o Teatro Gregório de Matos. E no domingo, o encerramento acontece na Fundação Pierre Verger, no Engenho Velho de Brotas, numa atividade com participação da educadora e contadora de histórias  Dona Cici, a homenageada da edição baiana da Balada. Programação nacional da Balada em   www.baladaliteraria.com.br.

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

Quarta (21/08)

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUINHA (19h):

Sarau Bem Black: Lançamento da Revista Organismo número 7 e do livro Go Afrika,  de Nelson Maca; Pocket-Show da banda Versu2 (Rap)

 Quinta (22/08)

CASA DO BENIN, NO PELOURINHO

- Café da manhã com a homenageada Dona Cici (10 h),  
bate-papo e lançamentos. Participação de Cássia Vale e Chicco Assis

- 14 horas: Milena Britto conversa com os escritores Lima Trindade, Nilson Galvão e Steban Rodrigues

- 15h30: Nelson Maca conversa Franciel Cruz, Marcio Bode e Marcus Gusmão

- 17 h: Milena Britto e Sarah Rebecca Kersley conversam com Marcelino Freire

 ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:

- 19 h: TRANS/VERSAL – Sarau da Diversidade. Apresentação de Ed Marte e Sued Hosana

 Sexta (23/08)

CASA DO BENIN

 9h às 12 h - Curso de prosa, a partir do livro Torto Arado, vencedor do Prêmio Leya de Literatura, com Itamar Vieira Junior e Luciany Aparecida

- 14 h Vera Lopes conversa com Fabiana Lima, Alex Simões e Sued Hosana

- 15h30: Alex Simões conversa com os escritores Denisson Palumbo, Rita Santana e Sérgio Bahialista

- 17 h: Simone Paulino conversa com o escritor franco-marroquino
Abdellah Taia

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:

- 19 h: Espetáculos teatrais Encruzilhada, com Leno Sacramento. Direção: Roquildes Júnior; e Se Deus Fosse Preto, com Sérgio Laurentino. Direção : Jean Pedro.

Entrada: R$ 20 e R$ 10 (meia)
 

 

 

Sábado (24/08)

CASA DO BENIN

- Das 9h às 12 h: Curso de prosa e de poesia com Marcelino Freire e Nelson Maca

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUNHA:

- 14 h: Chicco Assis e Nelson Maca conversam com Juraci Tavares, Miguel Marinho (PE), Pinduka e Vertin (PE)

- 16h: Marcelino Freire e Ana Cristina Pereira conversam com Valter Hugo Mãe (Portugal)


TEATRO GREGÓRIO DE MATOS

- 19 h: Shows com Miguel Marinho, Vertin Moura e Juraci Tavares 
*Lançamento do clipe “Pássaro Só” de Vertin

Entrada: R$20 e R$10 (meia)

Domingo (25/08)

FUNDAÇÃO PIERRE VERGER

- 15 h: Encerramento com bate-papo com Dona Cici, mediado por Chicco Assis e Cássia Vale. Contação de histórias com Dona Cici e Cássia Vale 
- 17h - Show Brincante Canastra Real, com Pinduka & Canastra Real