quarta-feira, 24 de abril de 2019
Cultura

DIRETORA DA VOGUE CAUSA POLÊMICA NA BAHIA COM FESTA BRASIL COLÔNIA

Internautas lamentam a postura da socialite
Da Redação , Salvador | 09/02/2019 às 15:18
Donata entre negras estilizadas no modelo Brasil colonial
Foto: Instagram
A socialite e diretora da Vogue Brasil, Donata Meirelles comemorou seu aniversário de 50 anos com uma festa na noite desta sexta-feira, no Palácio da Aclamação, em Salvador, Bahia. Com a presença de famosos e um show de Caetano Veloso, a festança tinha temática Brasil Colonial e até "trono de sinhá" para que os convidados tirassem fotos ao lado de mulheres vestidas de escravas, que ficavam com abanadores. Nas redes sociais, os internautas acusam a socialite de racismo. 

"A branquitude ama vivenciar o ranço da escravidão, porque afinal de contas eles gostariam que não tivesse acabado mas, será que acabou? Vivemos na tal escravidão moderna, onde nossas dores viram fantasias, decoração de festas pra beneficiar o mal gosto das sinhás e sinhores", escreveu nas redes sociais a cantora Joyce Fernandes, conhecida como Preta Rara.

Nas imagens, Donata aparece sentada em uma grande cadeira ao lado de duas mulheres negras, que estão em pé e vestidas de branco. Vários convidados da festa fizeram fotos na mesma posição que a socialite.

A jornalista baiana e negra Rita Batista foi uma das primeiras a questionar o "tema" escolhido. "'Já as escravas de casas ricas eram adornadas por seus próprios senhores. Quando saíam para as ruas acompanhando suas senhoras ou crianças, eram exibidas em trajes finos e carregadas de joias. A própria escrava era um objeto de ostentação do dono, um objeto de luxo a ser mostrado publicamente'. Trecho do livro "Jóias de Crioula" de Laura Cunha e Thomas Milz. A primeira foto foi tirada entre 1870 e 1880 por Guilherme Gaensly, a segunda é de 2019 mesmo",comentou.