quinta-feira, 23 de setembro de 2021
Bahia

EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE LAURO DE FREITAS É MARCADA POR FÉ E ESPERANÇA

Emancipação Política de Lauro de Freitas é marcada por fé e esperança em dias melhores
Prefeitura de Lauro de Freitas , Lauro de Freitas | 01/08/2021 às 12:57
Missa de Emancipação
Foto: Maína Diniz

Fé, louvor e adoração marcaram a manhã deste sábado (31), em comemoração aos 59 anos de Emancipação Política de Lauro de Freitas. Mesmo diante do cenário diferente de anos anteriores, a missa rezada pelo Arcebispo de Salvador, cardeal Dom Sérgio da Rocha, na Paróquia de Santo Amaro de Ipitanga, manteve a mesma fé e esperança de que tudo isso em breve passará, numa mensagem emocionante marcada pelo amor e perseverança. 


Sentada na primeira fila, a prefeita Moema Gramacho não escondeu a gratidão em poder, mesmo diante de todos os desafios impostos pela pandemia, celebrar as conquistas que ajudaram a superar esses dias difíceis. "Esse é um momento para agradecermos, porque mesmo diante de tantas situações difíceis, temos conseguido avançar e estamos próximo de concluir a maior obra de esgotamento sanitário e macrodrenagem deste município", disse.

 

Com os olhos em lágrimas, Moema lembrou da enchente devastadora que aconteceu em 2005, seu primeiro mandato à frente do executivo de Lauro de Freitas e que deu início ao estudo de manejo das águas pluviais da cidade . "Vi casas desabarem por conta das chuvas e vi encostas descerem. Graças a Deus nunca perdemos nenhuma vida por conta das chuvas, porém dou Graças a Deus com mais ênfase porque nosso povo não passará mais por isso. Essa obra de macrodrenagem, não deixará mais nada alagar", afirmou. 

 

A emoção também estava na voz de padre Juraci, ele esteve à frente da Paróquia Santo Amaro de Ipitanga por nove anos e recentemente assumiu a função de vigário geral da Arquidiocese de Salvador. "Eu saí de Lauro de Freitas, mas está cidade não sai de mim", brincou. O religioso aproveitou para agradecer à prefeita pela reforma da igreja concluída há dois anos. As intervenções consistiram na substituição do telhado e manutenção de todo madeiramento, recuperação do forro, adequação das instalações elétricas, além da restauração de esquadrias e pintura.


História e fé


Assistindo a missa na entrada do templo, o professor e historiador Gildásio Freitas falou que a história de Lauro de Freitas se confunde com a fé. "Os jesuítas tiveram contribuição importante na formação deste povo. Entre 1558 e 1578, estes religiosos fundaram a aldeia de São João na margem direita do rio Joanes e dessa aldeia deu origem à freguesia de Santo Amaro de Ipitanga, com a criação da paróquia, em 1608", contou.