quinta-feira, 22 de abril de 2021
Bahia

CARGA COCAINA APREENDIDA EM SANTO ESTEVÃO É AVALIADA EM R$37 MILHÕES

Carga localizada em três caminhões saiu de Barreiras e iria para a Europa
Da Redação , Salvador | 07/04/2021 às 10:25
Uma das maiores apreensões da Bahia
Foto: SSP
   Uma ação interagências entre as polícias Militar e Federal resultou na apreensão de três cargas de cocaína pesando aproximadamente uma tonelada. O flagrante ocorreu no final da tarde de segunda-feira (5), na cidade de Santo Estêvão.

Segundo o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Polo Industrial, major Moisés Travessa, os levantamentos entre as forças de segurança permitiram a localização de três caminhões. “Esse veículos transportavam drogas por rodovias baianas. Montamos as diligências e, na abordagem, as equipes perceberam nervosismo entre os motoristas”, disse o oficial.

Os condutores foram conduzidos para a sede da PF, em Feira de Santana, e, durante as buscas, encontrados os entorpecentes. Participaram da ação integrada guarnições do COPPM e das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Polo Industrial, Cacaueira e Caatinga.

A carga de cocaína pura apreendida nessa segunda-feira (5) em três caminhões-tanque está avaliada em mais de R$ 37 milhões. Foram 934 kg da droga, acondicionada em tabletes de aproximadamente 1 kg, que era transportada para Salvador, onde posteriormente seguiria para a Europa.

“Inicialmente, tínhamos só informação da droga, mas não sabíamos o tipo e nem a quantidade. Quando passamos os caminhões num scanner no Porto de Salvador, foi que descobrimos o montante. Para se ter ideia, começamos a abordagem às 17h de anteontem e só terminamos de contar tudo, às 6h de hoje [ontem]. Cada tablete está avaliado em R$ 40 mil. Esta foi a maior apreensão de droga feita pela unidade neste ano”, declarou o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Polo Industrial, major Moisés Travessa.

Os 934 kg de cocaína estavam sendo transportados para Salvador em fundos falsos dos caminhões usados para transportar combustíveis. “No primeiro momento, encontramos todos os tanques vazios. Somente através do scanner que encontramos toda a droga distribuída na chaparia dos tanques”, disse o major da Cipe, uma das unidades envolvidas na operação.