quarta-feira, 12 de agosto de 2020
Bahia

Mata de São João: Mais de 40 mil veículos são abordados em barreiras

A medida foi tomada pensando na quantidade de pessoas que anualmente visitam a cidade nesse período
Prefeitura de Mata de São João , Mata de São João | 29/06/2020 às 19:23
Mata de São João: Mais de 40 mil veículos são abordados em barreiras
Foto: Divulgação

Durante a semana dos festejos juninos (de 20 à 28 de Junho), a Prefeitura de Mata de São João implantou barreiras sanitárias em todas as entradas da cidade, da sede ao litoral. A medida foi tomada pensando na quantidade de pessoas que anualmente visitam a cidade nesse período. Os resultados chegaram a um total de mais de 40 mil veículos abordados.

 

Foram 9 dias de operação, com início às 6h da manhã e término à meia noite. Na Sede, as barreiras ficaram localizadas na entrada do Amado Bahia, na divisa com Dias D’Ávila, no Entroncamento e no Caboré. Ao todo, 17.738 veículos foram abordados, 1.211 foram barrados, e 30.541 aferições de temperatura foram realizadas. No litoral, 23.930 veículos foram parados, 5.211 foram barrados e 34.588 pessoas realizaram aferição de temperatura.

 

O Prefeito Marcelo Oliveira acredita que apesar de difícil, as medidas adotadas contribuíram muito para o município. “Fizemos o que foi preciso para conter o avanço do Coronavírus em Mata de São João, justamente durante o período em que costumamos receber bastante gente. Com certeza esforços não foram medidos para que alcançássemos esses resultados”, pontua Marcelo.

 

O inspetor da Polícia Municipal, George Chimada, conta que a quantidade significativa dos números de abordagens e aferições expressa um saldo positivo para a ação. “Se não houvessem essas barreiras, o número de visitantes em todo o município seria um bastante expressivo, cerca de 10 mil pessoas de fora chegariam aqui”, diz George.

 

Até o final desta segunda (29), Mata de São João não apresentou nenhum caso de contaminação desde o último dia de atuação do efetivo nas entradas da cidade. O município chega a marca de 60% dos pacientes totalmente curados, fruto de um trabalho intensivo da gestão municipal.