sexta-feira, 14 de agosto de 2020
Bahia

BENDENGÓ: CARRO DOM 58 K DE ERVA É APREENDIDOS PELAS POLICIAIS BA E PE

Servidor vai responder processo em liberdade (Com informações da SSP)
Tasso Franco , da redação em Salvador | 22/06/2020 às 11:12
Apreensão em Bendengó
Foto: SSP


Cinquenta e oito quilos de maconha foram apreendidos, na noite de sábado (20), durante operação conjunta entre as Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Caatinga e Nordeste da Bahia, a PM de Pernambuco e a PRF. Dois homens foram capturados em flagrante.

Uma denúncia anônima alertou os policiais sobre veículos suspeitos circulando na região da divisa entre Bahia e Pernambuco. As unidades se articularam e fizeram três pontos de bloqueio, um em Bendengó (BA) e dois em Ibó (PE). Os automóveis foram alcançados em território pernambucano.

No carro modelo Spin, placa PJW 8054, foram apreendidos 58,2 quilos da erva em tabletes e R$ 712 em espécie. Outro veículo modelo Saveiro, com restrição de roubo, placa original OZP-5749, fazia a escolta da droga e também foi interceptado.


De acordo com o subcomandante da Cipe Caatinga, capitão Mário Baeta, a droga e os dois homens que conduziam os veículos foram encaminhados para a Delegacia de Cabrobó, em Pernambuco.


JUSTIÇA NÃO AUTORIZA PRISÃO DE SERVIDOR

Dois homens acusados de participação no esquema de desvio de materiais da Secretaria da Segurança Pública tiveram as prisões em flagrante convertidas em preventivas, após solicitação do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom) da Polícia Civil.

De acordo com a diretora do Depom, Fernanda Porfírio, embora houvesse solicitações para os três envolvidos, a Justiça não deferiu a do servidor envolvido nos furtos dos mais de 40 computadores. 

De acordo com as investigações, um servidor que atuava com a manutenção de peças aproveitava o acesso à sala de materiais para furtar os itens. Ele foi descoberto e denunciado pela Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), setor onde era lotado, e confessou o crime.

Segundo ele, o material era comercializado no site de vendas OLX por um dos envolvidos. O outro auxiliava no deslocamento das peças do CAB e na guarda dos materiais.

Por determinação da Justiça, o servidor responderá o processo em liberdade. Ele também é alvo de um Processo Administrativo Disciplinar.