segunda-feira, 13 de julho de 2020
Bahia

HOMEM MAIS PROCURADO PELA POLICIA DA BAHIA SE ENTREGA EM CAMAÇARI

Policia apresenta armas de fogo apreendidas no interior do Estado
Tasso Franco , da redação em Salvador | 05/06/2020 às 11:01
Armas de fogo apreendidas pela Policia
Foto: Alberto Maraux
Sete armas de fogo apreendidas em três ações no interior
Ações da 20ª CIPM (Santo Amaro) e da Cipe Caatinga retiraram das ruas sete armas de fogo e munições, na quinta-feira (4). Os flagrantes ocorreram nos municípios de Remanso, Teodoro Sampaio e Santo Amaro.

No primeiro flagrante da 20ª CIPM, quatro espingardas e farta munição foram apreendidas com um homem, no município de Teodoro Sampaio. Informações preliminares apontam para a participação dele em arrombamentos de imóveis.

Em Santo Amaro, no Loteamento Pau Brasil, uma denúncia de roubos ajudou a 20ª CIPM a capturar um suspeito. Com ele os militares apreenderam um revólver calibre 32 e munições.

Por último, na cidade de Remanso, a Cipe Caatinga recebeu uma denúncia e apreendeu duas espingardas e munições em um sítio. Os três flagrantes foram registrados nas Delegacias Territoriais (DTs) dos respectivos municípios.

Foragido se entrega após 
ser incluído no Baralho do Crime

Quinze dias após ser inserido no Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública, homem que ocupava o status de mais procurado da Bahia se entregou, nesta quinta-feira (4). A 4a Delegacia de Homicídios (DH) de Camaçari, onde o procurado se apresentou, investiga a participação direta e indireta dele em pelo menos 20 mortes.

Foragido da Justiça desde o dia 7 de maio deste ano quando o mandado de prisão foi expedido, o homem, apontado como líder de uma facção em Camaçari, tem passagem na polícia e pelo sistema prisional.

Entre 2012 e 2018 ele ficou custodiado na Cadeia Pública, em Salvador, pelos crimes de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. "Estamos com investigações avançadas apontando a participação dele em outras mortes desde que ganhou a liberdade", comentou o titular da 4a DH, delegado Yves Silva Correia.


Ele acrescentou ainda que outros integrantes do bando seguem sendo procurados pela unidade.