sexta-feira, 22 de janeiro de 2021
Bahia

Lauro de Freitas: Desfile do Bankoma encanta público no Carnaval

A beleza das coreografias e o colorido das fantasias deram o tom da festa de vinte anos do bloco
Imprensa Lauro , Lauro de Freitas | 25/02/2020 às 19:10
Lauro Folia 2020
Foto: Lucas Lins

“Somos de candomblé, cultuamos os Orixás, mas também temos um bloco de Carnaval para dar voz ao povo de santo”  A frase foi dita por Mãe Lúcia,  do Terreiro São Jorge Filhos da Gomeia, pouco antes do início do desfile do Bloco Bankoma, que nasceu no terreiro, e desfilou na noite desta segunda-feira (24), pelo vigésimo ano no Carnaval de Lauro de Freitas. A beleza das coreografias e o colorido das fantasias deram o tom da festa de vinte anos do bloco, que encantou a todos que assistiram a sua passagem pelas ruas do Centro.

Cantada pelos integrantes do bloco, a música inspirada no tema deste ano, Bamburucema - Vento de Transformação, emocionou Tereza Souza, que desfila na tradicional ala das baianas desde o primeiro ano do bloco. “A Bamburucema é a mulher do raio e do vento, a mulher poderosa, Iansã. Desfilo há vinte anos com muito prazer e cheia de orgulho. Minha história aqui é muito bonita. Recebi de minha mãe, em 2010, a missão de ficar à frente da organização da ala das baianas. Fico muito feliz em ser parte dessa história.”

Além do aniversário de duas décadas do Bankoma, o Terreiro São Jorge Filhos da Goméia teve mais um motivo para comemorar. O samba enredo deste ano da escola carioca Acadêmicos do Grande Rio,“Tata Londirá: o canto do caboclo no Quilombo de Caxias”,  que homenageou o babalorixá baiano Joãozinho da Goméia, para Mãe Lúcia, um homem à frente do seu tempo, que amava a religião e o Carnaval.

“Os dois amores da vida dele eram a religião e o carnaval, como indivíduo, como pessoa ele gostava do Carnaval, como Pai de Santo era respeitoso e respeitado no candomblé, hoje é um ancestral, o espírito dele deve estar feliz, e fico também muito feliz porque nós somos dessa linhagem, dessa raiz, herdeiros dessa figura, desse homem exemplar, e aqui nós também seguimos o passo dele”, declarou a mãe de santo.

Mas a noite também foi de festa para os foliões dos outros blocos que completaram a programação do circuito oficial nesta segunda de carnaval. Aurélio Silva, do Bairro de Vila Praiana, escolheu o Arrastão do Samba para curtir a folia. “Minha família sempre gostou de samba. Por causa disso aprendi a gostar. Eu inclusive toco com a rapaziada, a gente tem um grupo que de vez em quando faz um som em Portão. É isso,  samba é bom demais, não tem coisa melhor.”

Local de encerramento dos desfiles dos blocos, a Praça da Matriz também contou com uma programação especial, com as bandas Família Tríplice Hip Hop, CBX Samba Club, Pablo Santos e No Groove, que garantiram a animação de quem escolheu as atrações da praça para se divertir, a exemplo de  Dona Gildete, que elogiou a organização da festa. “Está muito boa a festa, bem organizada, tô achando maravilhosa. Está dando para curtir de boa, desde sexta-feira tô saindo.

O Carnaval é realizado com apoio da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECULT), e do Conselho Municipal de Política Cultural, e conta com esquemas especiais de serviços, a exemplo do atendimento em saúde e limpeza, e controle do trânsito nos circuitos, entorno, e principais vias do município, além da parceria com a Política Militar, responsável pela segurança, e do Corpo de Bombeiros.