quinta-feira, 09 de julho de 2020
Bahia

Lauro: Muro que dividia Buraquinho e Vilas é retirado

Retirada de muro que dividia Buraquinho e Vilas vai melhorar mobilidade na região
Imprensa Lauro , Lauro de Freitas | 12/02/2020 às 20:38
Muro que dividia Buraquinho e Vilas é retirado
Foto: Lucas Lins
A liberação do acesso entre os bairros de Buraquinho, mais precisamente no Loteamento Miragem, e o de Vilas do Atlântico, na altura da Rua Praia de Guadalupe, foi realizada hoje com a derrubada de um muro que até esta quarta-feira (12) dividia os dois bairros. De acordo com a Secretaria de Trânsito, Transporte e Ordem Pública (SETTOP), esta nova alternativa vai retirar das avenidas Estrada do Coco e Luís Tarquínio parte dos carros que utilizavam estas vias para acessar a Praia de Buraquinho.
Para o secretário Olinto Borri, da SETTOP, o novo acesso vai melhorar a mobilidade, especialmente nos horários de pico, que coincidem com o início e encerramento das aulas nos colégios que funcionam nos dois bairros. “Nós vamos dar uma vazão muito grande para os veículos que utilizam as vias internas de Vilas do Atlântico nos horários de pico, e a Luís Tarquínio e Estrada do Coco, no seu eixo mais conturbado, para acessarem Buraquinho, e de lá o Litoral Norte.”
O local será liberado ao trânsito de veículos e pedestres nesta quinta-feira (13), após a finalização de serviços para a reconstituição de parte do asfalto, capinagem e poda de árvores. Também será instalada sinalização vertical e horizontal, e câmeras de segurança, que serão monitoradas pelo Centro Integrado de Mobilidade Urbana (CIMU). Uma operação assistida será realizada durante 60 dias, para identificar de que forma a abertura do acesso interfere no entorno.
A ação atende à recomendação do Ministério Público, emitida em 2016, após instauração de inquérito com base em denúncia da Associação de Moradores do Loteamento Miragem (AMOM). A recomendação seguia com seus efeitos suspensos por liminar judicial em favor da Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico (SALVA). Em sentença publicada no último dia 4 de fevereiro, o juiz Hosser Michelangelo Silva Araújo, da 1ª Vara da Fazenda Pública, Comarca de Lauro de Freitas, julgou improcedente o pedido de Interdito Proibitório, proposto pela SALVA, derrubando a liminar que impedia o cumprimento da recomendação do MP de abertura do acesso.

 

Audiência Pública

 
A derrubada do muro foi tema de debate em audiências públicas do Orçamento Participativo e no PDDM. No final do ano passado, a questão voltou à discussão durante a audiência dos Planos de Bairro de Vilas do Atlântico, mas os moradores foram orientados pela Salva a não participar.
A Prefeitura já havia promovido uma audiência exclusiva sobre a questão em fevereiro de 2017, no auditório da Faculdade UNIME. A maioria dos presentes foi favorável à  derrubada. O evento contou com a participação da prefeitura, de representantes das associações de moradores dos Bairros de Vilas e Buraquinho, e das Secretarias Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Urbano Sustentável e Ordenamento do Uso do Solo (SEDUR), Procuradoria Geral do Município (PGM), e de Trânsito, Transporte e Ordem Pública (SETTOP).