quinta-feira, 26 de novembro de 2020

FEIRA QUEBRA TRADIÇÃO E INOVA NA GESTÃO SAÚDE

Tarcízio Pimenta
07/03/2010 às 10:21

Prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, mudando cara da gestão
 

As reações à nomeação de um advogado para gerir a Secretaria Municipal da Saúde já eram esperadas e são naturais. Afinal, qualquer atitude ousada, inovadora, tende a polemizar.

A base da polêmica é justamente a alegada discrepância entre a formação profissional do novo secretário e a pasta que ele vai gerir. Não tenho notícia, entretanto, de que toda Secretaria de Saúde gerida por um médico ou por um enfermeiro tem tido um absoluto e impecável sucesso em benefício da população.
 
Aliás, mesmo na iniciativa privada, clínicas e hospitais não são necessariamente geridos por profissionais de saúde para que tenham a certeza de êxito no mercado.


Faz-se uma confusão entre entender de saúde e entender de gestão de saúde. Faz-se confusão também entre experiência de vida e formação acadêmica e idade, como se todos os competentes profissionais nas mais diversas áreas já tenham chegado ao mercado com um indiscutível preparo para enfrentar os desafios.


E quantos estão aí há anos sem conseguir adquirir a chamada experiência ou quantos já exerceram tantas funções públicas e privadas e só mostraram incompetência?

Além disso, há o aspecto da inovação, que por sinal é tão cobrado pela sociedade e deve ser a característica de todo administrador público ou privado que esteja sempre buscando o aperfeiçoamento.  

É bom frisar que é uma inovação decidida com responsabilidade e não com o intuito de fazer da secretaria um laboratório.


Estamos quebrando uma tradição de 37 anos na Secretaria da Saúde de Feira de Santana. Outras tantas tradições já foram quebradas nos mais variados segmentos da sociedade e deram certo, apesar de terem causado enormes polêmicas.