quinta-feira, 26 de novembro de 2020

VALE DO CAPÃO, A PORTA DO PARAISO TERRESTRE

Eduardo Leite
25/09/2009 às 16:18

Mirante da Pousada Lagoa das Cores no Vale do Capão
  Quem me falou sobre o Vale do Capão pela primeira vez foi o meu mano Marcus. Se ele gostou era por que deveria ser muito especial. Marcus, é um artista nato e tem um excelente bom gosto.


  Na primeira oportunidade resolvi conhecer esse vale encantado. Realmente é encantado. Antiga vila pertencente à cidade de Palmeiras, teve sua fase áurea durante o garimpo de diamante. Depois dessa época ficou esquecido mas, há mais ou menos 25 anos, voltou a ser procurado por causa de 4 jovens sonhadores envolvidos com a medicina natural e alternativa, que aqui vieram e formaram uma comunidade sem fins lucrativos chamada Lothlorien ( www.lothlorien.org.br ).

 O grupo se separou mas a comunidade continua e presta um excelente serviço.


  Outras comunidades de jovens em busca de uma vida mais saudável e sem as amarras da sociedade cada vez mais egoísta e capitalista foram se formando.


   Internacionalmente conhecida pelos que amam a natureza e curtem trilhas em vales preservados, por aqui se juntam em época de alta estação e até mesmo em baixa estação.


  Pousadas, restaurantes e pizzarias para todos os gostos e bolsos existem, não são muitos mas, os que existem são acolhedores, honestos e muito bons.

  O meu restaurante preferido é o restaurante Casa das Fadas, do super gente fina e italino Mario e a encantadora venezuelana Nora, onde a codorna ao molho de vinho com inhoque de aipim com molho de gorgonzola e, degustando um bom vinho na sua varanda beneficiado por uma vista fantástica, é excelente.

  O restaurante da pousada Lagoa das Cores também é muito bom e entre árvores propicia uma bela vista disponível a todos que estão às mesas através das suas amplas e generosas vidraças.


   A pizza do Thomas só existe lá. Como o mano Marcus me disse, você vai comer a melhor pizza integral da sua vida e o Thomas é uma figura ímpar.

  Para quem quer uma comida caseira o restaurante-casa da Dona Beli é insubstituível.Também as massas exóticas e com molhos saborosos do Restaurante o Galpão de Diego e Baiana é outra boa opção.


  Pattricia, minha filha, também conhece o Vale do Capão e me recomendou o pastel de palmito de jaca e acho que vou experimentar um.


  Esta é a nossa 5 estada no Capão e, desta vez com a finalidade de escrever o segundo volume do livro: Política e Corrupção na Saúde-Parte II www.politicaecorrupcaonasaude.blogspot.com