quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

JOGO E DINHEIRO É COISA DE EXU

ZédeJesusBarrêto
06/04/2009 às 11:03

Foto: Foto: Arquivo
Um ebozinho caprichado para ajudar o Tricolor de Aço na quarta contra o Coritiba
 

Enquanto o Vitória parece navegar em maré mansa com ventos favoráveis, o saveiro tricolor balança em vagas traiçoeiras, sem prumo, bebendo água.
 

Na reta final desse combalido campeonato baiano, o rubronegro abriu larga vantagem e vai despontando como favorito para as finais, com direito a disputar o título dentro do caldeirão, a toca do leão.


Já o Bahia, depois da balaiada impiedosa do Ipitanga (4 x 0) na tarde de sol domingueira em Senhor do Bomfim, humilhado, precisa se recompor.

Com que moral vai enfrentar o Flu em Feira, o Atlético em Alagoinhas, o Vitória no Barradão, se nas últimas rodadas vem se arrastando e penando até mesmo no seu santuário de Pituaçu contra times menos qualificados?


*


Afinal, o que está acontecendo em Itinga com os comandados de Paulão e Gallo?

O novo time montado pela turma de Marcelinho assombrou com boas exibições no primeiro turno e caiu assustadora e repentinamente no returno do campeonato.

Algum motivo extracampo, queda física, falta de motivação ou, simplesmente, carência de reservas?  A torcida, sofrida, está inquieta e começa a esbravejar.


*


Pra acalmar a massa, o direção do clube de maior torcida no estado anunciou a vinda do atacante mineiro Joãozinho, que no ano passado brilhou no rival. Tem 28 anos, é hábil e inteligente, mas precisa estar motivado e em boas condições atléticas para mostrar o que sabe em campo.


O time precisa urgente de dois bons zagueiros, meias, um matador de ofício na frente e reservas à altura.


*

Do lado rival, a direção do rubronegro, mesmo o time vencendo, sabe que esse baianão não é parâmetro para o campeonato nacional que se aproxima. Necessita de alguns reforços e um treinador de primeira divisão. 

Celso Roth foi demitido do Grêmio no fim de semana, após a derrota, mais uma, para o Colorado. Ele é sisudo, seus times jogam pesado, mas é treinador de ponta. O clube tem grana para bancá-lo?


*

Esta semana é fundamental para os dois maiores times baianos.  É a Copa do Brasil!

Na quarta, ambos têm testes definitivos que podem avaliar, de fato, o estágio e o plantel montados por ambos.


*

O rubronegro viaja até o frio da serra gaúcha para enfrentar o Juventude.  São dois jogos, lá e cá. Uma disputa decisiva, eliminatória. Força máxima, motivação total, sem desculpas.  O destaque do Juventude é o atacante Mendes (ex-Vitória, filho do locutor-show Sílvio Mendes), canhoto, bom cabeceador, artilheiro nato.


*


O Bahia enfrenta, também na quarta e em Pituaçu, o Coritiba que é o atual líder do campeonato paranaense, time duro de ser batido em qualquer circunstância.

Um belo e definitivo teste para a turma de Paulão/Gallo. 


Os titulares tiveram um descanso, foram poupados da viagem e do calor em Senhor do Bonfim, no domingo, somente para estarem focado nesse jogo contra o Coritiba pela Copa do Brasil. É o jogo mais importante do ano para esse plantel,  hora de ver quem tem, de fato, condições de vestir e honrar a ‘beca' tricolor. 


A torcida vai chegar ‘de com força' e vai cobrar um bom resultado. Ou a eliminação será fatal no segundo jogo em Curitiba e o time vai no bagaço para as finais do campeonato baiano, um título que a torcida almeja e sente saudade.


Gallo que se cuide, pois a panela já está fervendo.


*

Como se vê, um meio de semana de fortes emoções para as duas maiores torcidas baianas. É torcer, orar e fazer um ebozinho para o ‘esperto' das encruzilhadas. Afinal, como dizia minha Mãe Preta, "Jogo e dinheiro é coisa de Exu, meu filho!".

Pois bem.