quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

ÍNDIA, BRASIL, ÁFRICA DO SUL: A TERCEIRA VISÃO

João Jorge
03/04/2009 às 17:18

Foto: Foto: Arquivo
Nelson Mandela faz parte das homenagens do Olodum em 2010 com a África do Sul
O mundo diversificado com mais de um bilhão e quinhentos milhões de pessoas, estes três paises tem sido importantes na historia do Olodum como temas de carnavais: Em 1992 Índia os caminhos da Fé, em 2001, falamos sobre estes três mundos: África, Ásia, Brasil, falamos do Brasil em diferentes carnavais, e a África do Sul foi o tema do Bloco em 2008.

A influência da Índia e da África do Sul no Olodum tem haver com a nossa luta contra o racismo, as idéias da não violência, da desobediência civil e a constante inspiração dos personagens: Buda, Ashoka, Dr. Ambedekar, Mahatma Ghandy, Mandela, Sobkuwe, Biko, sobre alguns membros do Olodum. A vitória destes paises contra a opressão nos estimula a lutar aqui e sonhar com outro tipo de sociedade.


O Brasil já formou com estes paises no passado remoto um continente único: o Gondwana, que reunia África, Ásia e o Brasil, na África do Sul está a origem da vida como conhecemos hoje, a Índia foi o caminho para a descoberta do Brasil, a cidade de Goa na Índia, a cidade do Cabo na África do Sul foram cidades ligadas pelo mar a cidade do Salvador, uma Roma Negra.


Ganhamos destas regiões do mundo, palavras como o pagode, costumes e instrumentos, agora o desenvolvimento e os contrastes, as desigualdades também une estes emergentes países do hemisfério sul, sociedades diversas, com línguas religiões diferentes, a riqueza e a pobreza são desafios dos três mundos que compõem a Índia, o Brasil, a África do Sul.


O lugar para este encontro de energia, luz e identidade cultural inter povos, não podia ser outro senão o Pelourinho, o mais importante quilombo urbano do Brasil, local do nascimento da polis brasileira, berço dos terreiros de candomblés da Bahia, da Revolta dos Búzios, da irmandade do Rosário dos Pretos, da sociedade protetora dos desvalidos, da Revolta dos Malês, das diversas formas de capoeira, e dos filhos de Ghandy e do furacão Olodum cujo sangue e amor à igualdade têm pautado por mais de três décadas este bairro no cenário mundial de eventos transnacionais como um centro de cidadania diversificada e moderna de uma Bahia justa e igual. Um sonho de todos nós.


Vamos dar ênfase a novos aspectos destes três mundos, da Índia, a historia do Taj Mahal, de Buda, do Ashoka, do Dr. Ambedkar líder dos Dalits, na luta contra a segregação, do Brasil, a mística historia de JK de Brasília, e do Faraó Akhaenaton do Egito, nos 50 anos da novíssima capital do Brasil, e da África do Sul, a primeira Copa do mundo na África, os novos povos, as novas culturas e a juventude, e o local da origem da vida,enfim um novo mapa do caminho, que vai permitir inovações no carnaval do Olodum em 2010.


O Olodum sente se honrado em estar de uma forma vanguardista celebrando a  cooperação entre estes três mundos, com a confiança que destas historias e desejos misteriosos que vamos vivenciar, aprenderemos muito mais no longo caminho da vida em busca da fé e da esperança em uma vida com igualdade e justiça.


Desta forma, o Olodum tem o orgulho de anunciar o tema do carnaval de 2010, que versará sobre os três mundos: Índia, Brasil, África do Sul. Sobre a terceira visão. Sobre a Terceira onda. Uma terceira ponte para a igualdade e a justiça.