quarta-feira, 14 de novembro de 2018
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

AO SOM DO Trio Elétrico, Vitória toma 3x1 do ABC

Pelo Nordestão, Vitória perde a invencibilidade
10/02/2018 às 19:22
Aconteceu em Natal, no Rio Grande do Norte, pelo Nordestão, contra o ABC. A equipe baiana sentiu a sequência de jogos e caiu perante um adversário bem treinado, que soube marcar o campo inteiro e usou bem a velocidade nos contragolpes.  Caiu a invencibilidade do Leão na competição e na temporada.   
   
*
  Frasqueirão vazio 
  Pouca gente no estádio Frasqueirão, em Natal, carnaval na rua.  A partida começou com as duas equipes apostando na marcação no campo adversário, fazendo pressão, correndo muito. O rubro-negro melhor, apertando mais, mas ...  
-  Gol !  Aos 8 minutos, 1 x 0 ABC.  Uma bola perdida por Yago e Bryan na lateral esquerda, cruzamento rasteiro varando a área e Wállison, absolutamente livre, ajeitou e finalizou. 

 Rápido e objetivo do meio para frente, o Leão mostrava problemas defensivos, má colocação da zaga e vacilos na  saída de jogo defesa/ataque. Aos 22’, quase o ABC ampliou com um escanteio olímpico. 

- Gol ! 1 x 1 , André Lima, de cabeça, aos 28’. Cobrança de escanteio ensaiada, pela esquerda, Juninho alçou e o avante rubro-negro testou livre no meio da zaga. 

Aos poucos, a marcação foi afrouxando no meio campo, abrindo mais espaços, arrefecendo o ritmo. Equilíbrio de ações.
  Aos 46’, Fernando Miguel salvou o desempate, numa cobrança maliciosa de falta por parte do de Wállison. Empate justo nos primeiros 45 minutos. 
*
  Mancini trocou Juninho, machucado, por Fellipe Soutto.  Wállison voltou infernizando a defesa baiana, pelo lado esquerdo e, aos 10 minutos, novamente F. Miguel salvou, fez ótima defesa num chute de Mateus, de frente.  O ABC melhor. Preocupado com a marcação em Wállison, Mancini tirou Lucas Marques, e pôs Ramon em campo para vigiá-lo de perto. 
 Aos 17 min, os atletas e a torcida do ABC pediram um pênalti de Ramon em Wállison.  Claro.  O árbitro ignorou o choro.  O time potiguar em cima, mais aceso, ofensivo. O rubro-negro respondeu aos 25 min, com um chute de longe de Rhayner, para defesa de Edson. Aos 28’, saiu Andre Lima, cansadão, entrou o lépido Denílson. 

  O time baiano foi para o ataque e o jogo ficou mais emocionante,  lá e cá. Veloz e indefinido.  

- Gol ! 2x1 ABC, Fechin! Aos 36 min, um bom contragolpe de Jorge Eduardo pela direita, o cruzamento rasteiro na área, Wállison ganhou de Ramon e chutou de cara, Fernando Miguel salvou, mas na sobra Fechin completou, livre de marcação. 

  O Leão tentou uma pressão total, em busca do empate.  Daí ...

- Gol ! 3 x 1 , ABC, aos 43’, fechando o caixão.  Com o rubro-negro todo adiantado, a equipe potiguar encaixou bem o contragolpe inteligente com Wállison, que ganhou de Rhayner e de Uillian, encarou o goleiro e rolou de lado para o complemento de Jorge Eduardo.

  Pela disposição, pelo eficiente jogo coletivo e esperteza tática do ABC, placar justo.
*
Destaques: 

O veterano e rodado Wállison, 36 anos, matou a pau. Tonhão na zaga, Erivelton, Fechin, Mateus...  bom time do ABC, bem arrumado. 

No rubro-negro, Rhayner e Neilton correram muito.  
 *  
 Cá pra nós, insuportável a transmissão ‘tubão’ da TV Aratu, com o ‘locutor’ a torcer, de forma patética, e sem saber o nome dos atletas do ABC.  Menos, gente, menos !!!

- O Vitória volta a campo já no dia 15, pela Copa do Brasil. Antes do Ba x Vi.

*
Ficha técnica:

ABC : - Édson, Arez, Tonhão, Samuel e Igor; Anderson Pedra (Hilton Leite), Guedes, Wállisson, Erivelton (Jorge Eduardo), Fechin e Matheus (Jardel). 
Vitória : - F Miguel, Lucas Marques (Ramon), Kanu, Brunoe Bryan; Uilian,Yago, Juninho (Phillipe Soutto) e Rhayner; Neílton e André Lima. 
No apito, o paraibano Pablo Alves.