quarta-feira, 11 de dezembro de 2019
Turismo

Turismo religioso leva 600 mil romeiros a Bom Jesus da Lapa

A celebração encerra a terceira maior romaria do Brasil e principal do município de Bom Jesus da Lapa
Ascom Setur , Salvador | 06/08/2019 às 18:01
Turismo religioso leva 600 mil romeiros a Bom Jesus da Lapa
Foto: divulgação
O oeste baiano comemora, nesta terça (6), a festa do Bom Jesus. A celebração encerra a terceira maior romaria do Brasil e principal do município de Bom Jesus da Lapa - conhecido como capital baiana da fé -, que reuniu, durante 10 dias, cerca de 600 mil visitantes. Dentre eles, baianos de outras cidades e turistas de estados como São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Espírito Santo, que levaram a rede hoteleira a alcançar a taxa de ocupação de 100%.
Na cidade desde segunda-feira, o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, participou da última noite da novena consagrada ao Bom Jesus e da missa solene desta terça-feira, auge da festa. Visitou também a catedral de Nossa Senhora do Carmo, em construção.
“Com mais de 300 anos de tradição, a romaria de Bom Jesus da Lapa mostra a força do turismo religioso na Bahia, que ganhará ainda mais evidência com a canonização de Irmã Dulce”, disse Franco durante as comemorações. A estimativa é de que as romarias realizadas por todo o ano atraiam 2,5 milhões de turistas em experiências de fé.
O turismo religioso é o principal chamariz de Bom Jesus da Lapa, que, segundo o prefeito Eures Ribeiro, vai investir R$ 25 milhões em ações de ampliação da esplanada do santuário, novo calçadão e implantação da praça do romeiro e de um museu aberto para contar a tradição das romarias da cidade.
Movidos pela fé - Vestida de noiva, a mineira Altaíse Oliveira Dias era uma das fiéis a pagar promessas no santuário. Depois de ser curada de um problema no joelho com complicações que poderiam levar à amputação da perna, a moradora da cidade de Almenara participa pela quinta vez da romaria. “Já são cinco anos vindo aqui assim, para agradecer. Agora faltam sete”, explicou a visitante.
Já Raimundo de Jesus, baiano de Ilhéus, participa da romaria desde a década de 80. “Venho a cada dois ou três anos para agradecer, pois o que se pede ao Bom Jesus sempre dá certo”, relatou.
Também participaram da celebração o prefeito Eures Ribeiro; o secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia, Sérgio Brito; os deputados federal José Rocha e estadual Eduardo Salles; e os secretários municipais de Turismo e de Finanças, Edna Rosa Oliveira e Gildásio Rodrigues Júnior.
Pontos turísticos - Além do santuário de Bom Jesus da Lapa e suas grutas, Franco visitou o mercado municipal, segundo local mais frequentado pelos visitantes que vão à cidade, localizada às margens do Rio São Francisco.  No local, que abriga restaurantes, também são vendidos desde temperos e carnes até artesanato.
Mercado dos romeiros e lojas espalhadas pela cidade mostram como a atividade turística movimenta diversos segmentos da economia, incluindo a produção associada ao turismo, traduzida em artigos como terços, imagens e camisetas, dentre outros.
Hotéis lotados - Hotéis e pousadas de Bom Jesus da Lapa registraram ocupação máxima. Na Pousada da Lapa, por exemplo, os 62 apartamentos estão ocupados por baianos, mineiros, brasilienses e goianos. Segundo o recepcionista Ivo Dalton, há um mês todas as vagas já estavam reservadas.
Já o hotel La Paz garantiu 100% de ocupação com excursões. “Recebemos grupos que estão nos nossos 60 apartamentos”, disse o recepcionista Denilson Pereira.