segunda-feira, 24 de julho de 2017
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BRASIL entra em fase da descrença e até sentença judicial é criticada

PMS vai lançar um novo produto esportivo na capital: uma maratona com competições 42 km, 21 km, 10 km e 5 km
16/07/2017 às 19:32
MIUDINHAS GLOBAIS:
     
   1. O Brasil tem umas situações tão típicas de um país subdesenvolvido que fica até dificil acreditar. A Policia Federal está sem emitir passaportes desde o último dia 27 de junho e no site da PF lê-se que "a medida decorre da insuficiência do orçamento destinado às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem". 

   2. A suplementação orçamentária exige algo em torno de R$100 mlhões e já estaria sendo providenciada pelo governo. É uma situação que, imagina-se, em nenhum país com um mínimo de organização aconteceria. Até porque o passaporte é pago, não é gratuito.
     
   3. Ou seja, se o governo cuidasse de suas finanças de forma racional, isso jamais aconteceria. Os prejuizos para as pessoas e para o país em decorrência de uma situação dessa natureza são enomres. No caso das pessoas, algumas vão estudar; outras vão trabalhar, muitas são bolsitas e há aqueles que vão viajar por lazer e conhecimento. Para o país, trata-se de uma coisa desmoralizante que as embaixadas estrangeiras sediadas em Brasil sejam informadas dessa situação. 
     
   4. Tem muito mais situações desagradáveis: congelamento dos recursos repassados pelo governo federal para a pesquisa científica mobilizou pesquisadores e estudantes em uma passeata. Eles protestaram contra o corte de 44% da verba repassada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), o que ocasionou a suspensão de pesquisas na área de diversidade amazônica e de saúde, incluindo pesquisas sobre a dengue, zika e chikungunya.

                                                                              *****
   5. Uma outra situação que expõe o Poder Judiciário brasileiro ao ridiculo é o fato de um ex-presidente da República, Lula da Silva, ser condenado a 9 anos e meio de prisão, aguardando o julgmaneot do TRF em segunda instância, e a ex-autoridade chama a peça jurídica do juiz Sérgio Moro, de "uma mentira" e lança-se candidato a presidência em 2018. 

   6. Ora, que Lula, queira voltar a presidência pelo voto direito é-lhe um direito. Agora, querer tentar desmoralizar uma peça juridica que o próprio presidente do TFF, Thompson Flores, disse ser bem fundamentada. Não tem cabimento. Ele deve recorrer, como já recorreu, mas, respeitadndo a autoridade judicial.

    7. Qual popular condenada ou presa tem a coragem de desafiar um juiz? Desconheço.

    8. O ex-presidente do Peru, Olanta Humalla, envolvido no escândalo da Odebrecht foi preso em Lima. Ele e sua esposa. Contra Lula existem 5 processos em andamento - e um com sentença aplicada - e ele continua no ataque ao judiciário e a imprensa. Tem uma cobertura imensa da imprensa, mas, diz que a imprensa é conra ele.

   9. Em que outro país aconteceria uma situação dessas. Um juiz norte-americano dar uma sentença, condenar um politico e ser contestado de público? Não existe. 

   10. Agora, surgiu um deputado petista propondo uma emenda à lei eleitoral para que candidatos a presidencia não sejam presos faltando 8 meses para as eleições. Estamos, pois, entrando no terreno do surrealismo. E já apelidaram a lei de "Lei Lula". 

   11. Quer mais: a presidente do PT nacional, senadora Gleisi Hofmann, que responde acusações na Justiça disse esta semana que eleições no Brasil sem Lula "é fraude". 

   12. Alguém tem que dar um breque nesses casos.
                                                                     *****

  13. Uma parceria entre a Prefeitura de Lauro de Freitas e o Governo do Estado vai permitir a realização de 500 cirurgias no mês de agosto, nos seguintes procedimentos: vesícula, hérnia, útero e miomas. Realizado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o Mutirão de Cirurgias será iniciado com as pré-consultas para triagem entre os dias 2 e 4 de agosto, das 7h até o último paciente, em unidades móveis estacionadas em frente ao Restaurante Popular.

  14. As cirurgias serão realizadas no Hospital Municipal Jorge Novis, a partir do dia 8.
 
   15. Para a prefeita Moema Gramacho, além de reduzir em muito a fila de cirurgias no município nesses procedimentos, o Mutirão vai marcar a reabertura do Hospital Municipal, fechado na gestão passada. “Esse é o primeiro mutirão de muitos que pretendemos fazer com várias outras especialidades”.
    
    16. Salvador vai entrar no universo do turismo esportivo a partir deste ano. A Prefeitura, por intermédio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), projeta um novo produto para a cidade, a Maratona da Cidade de Salvador, que abrangerá competições de 42 km, 21km, 10km, 5km e 42 km de revezamento. 

   17. O pontapé inicial foi dado, o presidente da Saltur, Isaac Edington, se reunião com membros da Federação Baiana de Atletismo e com diversos grupos de corrida da cidade em uma reunião técnica. O projeto completo e todas as ações envolvidas nesse megaevento será anunciado pelo Prefeito ACM Neto ainda este mês.

   18. A competição oficial da cidade passará a integrar o calendário nacional de corridas de rua. Produto com forte potencial de atratividade para fortalecimento do turismo esportivo. De acordo com o Ministério do Turismo o desenvolvimento do turismo de esportes traz oportunidades como o estímulo a outros segmentos e produtos turísticos, e contribui para a diminuição dos efeitos da sazonalidade e a comercialização de produtos e serviços agregados, entre outros. 

   19. “Estamos mobilizando a ABIH, Abrasel, Abav, FeBaH, Salvador Destination entre outros parceiros para se engajar no projeto, no sentido de disponibilizar benefícios aos competidores conhecidos como maraturistas, que se deslocam de outras cidades e estados. 

   20. Estamos apostando no alto potencial desse evento no médio e longo prazo, que pode se transformar no terceiro produto da cidade, logo depois de Carnaval e Réveillon. Evento que com toda certeza vai gerar desenvolvimento econômico para a cidade”, declara Isaac Edington”.

   21. Salvador é assim: começa as coisas e no outro ano não tem mais. 

    22. A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs) fechou parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) em prol da viabilização de esgotamento sanitário da unidade sustentável e ambientalmente correto.  Após visita da reitora, Iracema Veloso, que explicitou as dificuldades para a coleta, tratamento e em especial destino final do esgoto produzido, devido ao local ficar na bacia do Rio de Ondas, utilizado pelos moradores como balneário.

   23. Veloso afirmou ainda que encontra-se em fase final a construção do refeitório que irá fornecer duas mil refeições na primeira etapa e cinco mil na etapa final, que elevará a produção do esgoto doméstico, bem como passará a ter o industrial, tornando o tratamento ainda mais complexo. Com base nisso, a Sihs apresentou experiências com utilização de Estações de tratamento de esgotos sanitários         (ETEs) compactas.

  24. A Prefeitura de Itaparica ganhou 52 computadores doados pela Internacional Travessias Salvador (ITS), administradora do Sistema Ferry-Boat, que faz o traslado entre a capital baiana e a Ilha de Itaparica. Os equipamentos serão destinados a Postos de Saúde e de Assistência Social, escolas, entre outros, reforçando o aparelhamento eletrônico municipal. 

  25. A prefeita Marlylda Barbuda dos Santos agradeceu a solicitude da Internacional nas relações com o município, e destacou a importância de ações como essa que colaboram com o desenvolvimento da comunidade: “As portas da prefeitura estarão sempre abertas para parcerias e novas doações que venham beneficiar o povo”.

   26. Após realizar uma série de mudanças no sistema Ferry-Boat, se tornou necessário trocar diversos equipamentos para atender a estas novas configurações de atendimento e serviços prestados. Os computadores substituídos foram reprogramados e estão aptos a atender às demandas dos postos municipais aos quais foram destinados. 

   27. De acordo com Peter Ude, diretor institucional da Internacional Travessias, a iniciativa faz parte da política da empresa de promover ou colaborar com ações que contribuam com a comunidade. “Continuaremos investindo em ações internas e externas que oferecem sempre mais conforto e melhorias para as pessoas”, reforça.

   28. O deputado estadual Alex Lima (Podemos) afirmou que fará um projeto de lei propondo a devolução das áreas do município de Pojuca que foram doadas a Catu, após a aprovação do PL 21,763/2016 que trata sobre os limites territoriais.

  29.  De acordo com o parlamentar, a matéria não poderia ter sido aprovada uma vez que não havia acordo entre as partes envolvidas. “Meu objetivo é devolver áreas para o município de Pojuca. A Assembleia foi induzida ao erro, mas nós não podemos decidir sobre isso, sem ouvir a população e as partes envolvidas”, disse o deputado.

   30. A decisão de Alex Lima foi tomada na manhã desta sexta-feira (14), após visita dos vereadores de Pojuca, para tratar sobre os limites territórias do município. “Não podemos entregar as terras a Catu para depois decidir a quem elas pertencem”, justificou o deputado. 

   31. Entre as autoridades municipais que procuraram o deputado estão o presidente da Câmara da cidade, Carlinhos, o vice-presidente, Fábio das Virgens, e os vereadores Ricardo Barauna, Orlando de Oliveira, Lenivaldo Palmeiras, Moisés Monteiro e Gerusa Laudano.