segunda-feira, 16 de julho de 2018
Saúde

Cirurgia plástica e novas tecnologias proporcionam qualidade de vida

A cada ano novas tecnologias têm proporcionado qualidade de vida aos pacientes que realizam cirurgia plástica na Bahia e no Brasil
Coros Comunicação , Salvador | 12/04/2018 às 10:57


O medo de realizar um procedimento cirúrgico está cada vez mais distante dos pacientes, isto graças à incorporação de métodos menos invasivos e de rápida recuperação, que contam com o auxílio da novas tecnologias inseridas nas cirurgias, bem como a especialização dos profissionais médicos. A parceria entre cirurgia plástica, medicina e tecnologia têm beneficiado a ampliação do mercado, além de ser positiva na qualidade de vida dos pacientes que escolhem os procedimentos.

Nos últimos anos houve significativa procura - aumento de até 30%, por intervenções cirúrgicas estéticas e procedimentos não invasivos, como preenchimentos (fillers) e toxina botulínica, que podem ser realizados no consultório. Na cirurgia, o implante de silicone nos seios e lipoaspiração são os métodos mais buscados.

O Brasil, segundo pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), é o segundo no ranking dos países que mais realizam cirurgias plásticas e procedimentos estéticos, 1,2 milhões e 1,1 milhão, respectivamente. Estamos atrás apenas dos Estados Unidos. Os pacientes brasileiros representam 12,7% desse mercado e o país possui 5.900 cirurgiões plásticos.

De acordo com o cirurgião plástico Paulo Sanjuan, o país estar nesta colocação, pois, “a população que busca cirurgia plástica no Brasil é semelhante à dos EUA em número e hábitos. E unido a isto, a presença forte da Escola Brasileira de Cirurgia Plástica, referência mundial na matéria, aumentou a acessibilidade da população às cirurgias, do ponto de vista de informação e financeiro”, reforça.

A inserção de novas tecnologias nos procedimentos de cirurgias e, consequentemente, a sensação de segurança são fatores que também são contributivos para o deslocamento desses métodos do campo do supérfluo, ou meramente estéticos, para o campo do necessário e, em muitos casos, para a manutenção da qualidade de vida e da autoestima do beneficiado.

Sanjuan ver tecnologia como aliada, e reforça que foi contributiva para a desmitificação dos procedimentos cirúrgicos e estéticos e o aumento da sensação de segurança dos pacientes, bem como para uma maior naturalização dos resultados, precisão no diagnóstico e rapidez na recuperação.

Paulo afirma que ele e a Clínica Sanjuan, têm se preparado para atuar em conjunto com a tecnologia. Um exemplo é o uso do aparelho de realidade aumentada que “permite a visualização de vasos não visíveis a olho nú e previne manchas roxas na pele”, pontua. O equipamento tem a capacidade de filmar o local indicado com luz infravermelha. A imagem é processada em computador e projetada em tempo real na mesma área que se está examinando. Dessa forma, é possível delinear veias que não são visíveis a olho nu e que alimentam as telangiectasias (vasinhos).

Os métodos menos invasivos mais realizados são: Toxina Botulínica e Harmonização Facial, Rejuvenescimento sem cortes com uso de lasers, especialmente o Laser de CO2 fracionado.  Esses métodos são utilizados para eliminar as marcas de expressão, além de ajudar a melhorar o aspecto das rugas no colo e no pescoço.

A Toxina Botulínica ajuda a relaxar a musculatura e evitar a formação de novos sinais; o preenchimento com Ácido Hialurônico ameniza as rugas, os sulcos e linhas de expressão, além de volumizar e sustentar a face. O ácido renova a pele, o que melhora a elasticidade perdida; o Peeling com ácido retinóico melhora os seguinte quadros: melasmas, manchas, além de influenciar na melhora da acne; a Radiofrequência ajuda de maneira eficiente a diminuir a flacidez. O Laser fracionado de CO2: provoca uma queimadura na pele superficial e controlada, que ao cicatrizar, estimula a produção de colágeno e também uma retração da pele, causando ajuste de pele e melhora das rugas.

Mas é bom lembrar, mesmo com o aumento da acessibilidade e a facilidade nos atendimentos, a escolha do cirurgião faz toda a diferença no resultado final. Paulo Sanjuan ressalta que antes de realizar qualquer procedimento, é importante que o paciente procure um médico devidamente registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e realize corretamente todo procedimento pré-operatório para que os riscos sejam mínimos.

Métodos tendência para 2018

Algumas técnicas estão nas apostas dos especialistas que devem entrar na listas de procurados. Veja alguns deles: 

Bioestimuladores de colágeno injetável: O mercado dispõe de opções que melhoram a flacidez, confere um discreto preenchimento nas regiões tratadas. Polímero do Ácido Láctico: Podemos dizer que é um Botox mais aperfeiçoado, que não deixa o rosto paralisado e sem expressão. Através de cirurgia a plaquinha é colada ao osso na altura das têmporas. A pele é esticada e encaixada nos ganchos oferecidos pela peça. Depois de seis meses o material é absorvido pelo organismo e a pele ainda continua esticada. Mais uma novidade que 2018 nos prepara.