segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Saúde

Hospital Jorge Novis dá início às cirurgias do Mutirão em Lauro

Durante a triagem algumas pessoas que apresentaram necessidades específicas fora do perfil do mutirão foram encaminhadas para o Hospital da Mulher
Mara Campos , Salvador | 09/08/2017 às 18:48
Hospital Jorge Novis dá início às cirurgias do Mutirão em Lauro de Freitas
Foto: div
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; text-align: center; line-height: 18.0px; font: 9.0px Arial; -webkit-text-stroke: #000000} p.p2 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; text-align: justify; line-height: 18.0px; font: 9.0px Arial; -webkit-text-stroke: #000000} span.s1 {font-kerning: none}

 

Moradora de Portão, Elisabete Santos foi a primeira paciente atendida pelo Mutirão de Cirurgias, iniciado nesta quarta-feira (9), no Hospital Dia Jorge Novis. Há quatro anos a dona de casa descobriu que precisava retirar o útero, mas só conseguiu marcar a histerectomia agora, no Mutirão. “Estou muito satisfeita com o atendimento. Fui bem recebida por todos os funcionários com sorriso no rosto. Obrigada ao governador Rui Costa e à prefeita Moema Gramacho, que voltou para cuidar da nossa saúde”.

O Mutirão de Cirurgias, programa do governo do Estado realizado em Lauro de Freitas em parceria com a Prefeitura, já está com 383 procedimentos agendados das 594 consultas realizadas na triagem da semana passada. Nos dias 24 e 25 será feita uma repescagem para novos procedimentos. A expectativa é que mais 300 cirurgiassejam agendadas nessa nova etapa.

A prefeita Moema Gramacho, que acompanha pessoalmente todo o processo desde a fase de triagem, percorreu as instalações do hospital antes do início das cirurgias,  e conversou com pacientes e acompanhantes que aguardavam na enfermaria. “Estou muito feliz em ver a organização, a equipe técnica é da mais alta qualidade. O Hospital Municipal está oferecendo todo suporte necessário. Tem tudo pra sem um mutirão de sucesso”.

Neste primeiro dia do mutirão foram realizadas 20 cirurgias. Essa será a média de procedimentos por dia. Além de histerectomia, estão sendo feitas cirurgias de hérnia e vesícula “Vamos zerar o déficit desse tipo de cirurgias no município e na região metropolitana. Pessoas de outros municípios procuraram nosso mutirão e temos o maior prazer em recebê-los e atendê-los”, destacou a prefeita.

Após os procedimentos os pacientes recebem um kit com os medicamentos prescritos para o pós-operatório; e para os moradores de Lauro de Freitas há um carro disponível para levá-los para casa. Com a inscrição “Tou voltando”, o veículo vai garantir conforto e segurança no deslocamento do paciente operado.

Para o secretário de Saúde Erasmo Moura, esse é um momento de felicidade. Médico atuante na área há cerca de 30 anos no município, classificou o momento como um sonho realizado. “A sensação é de dever cumprido. Essa parceria da Prefeitura com o Governo está proporcionando a oferta de serviços que sabemos que são difíceis para a população.”

Cirurgião geral do programa, Daniel May destacou a qualidade da estrutura oferecida pelo mutirão que não está inferior em nenhum aspecto à rede privada. “Me sinto honrado em poder fazer parte de um programa que beneficia pessoas que geralmente estão há muito tempo aguardando por um procedimento”. A cirurgia de vesícula será realizada por videolaparoscopia, método que não é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde e que na rede privada custa em média dez mil reais.

Quem passou pela triagem e estava com alguma pendência nos exames vai ter a oportunidade de retornar para consulta e ser contemplado pela ação. O mutirão é destinado a realização de cirurgias eletivas que não demandem unidade de tratamento intensivo. Durante a triagem algumas pessoas que apresentaram necessidades específicas fora do perfil do mutirão foram encaminhadas para o Hospital da Mulher.