terça-feira, 26 de setembro de 2017
Saúde

GABRIEL, GUSTAVO, GUILHERME: trigêmeos nascem no H. Mulher e emocionam

Com informações da Secom PMFSA
Da Redação , da redação em Salvador | 16/05/2017 às 18:00
Emoção no HM de Feira de Santana
Foto: Secom
Gabriel, Gustavo e Guilherme... Nascimento de trigêmeos, no dia 12, no Hospital Inácia Pinto dos Santos – o Hospital da Mulher, mudou definitivamente a rotina da costureira Eliene Conceição de Jesus, 28 anos, que ainda está eufórica com o que considerou de “maior presente do Dia das Mães” mas também preocupada com as dificuldades que deverá enfrentar para conseguir os berços, roupas e alimentação para os novos três filhos, que dobraram o tamanho da família sem que estivesse preparada para isto.

A renda da família, baseada em seu salário e do marido, que trabalha na coleta pública, torna as possibilidades de ascensão financeira bem difícil, principalmente porque o casal já tem uma filha de 7 anos. “Quando o médico fez a ultrassonografia e me falou, lá no CMDI, foi uma surpresa e pensei que ele estava brincando. As crianças já estavam com cinco meses e eu esperando apenas um”, afirmou. “Então fiquei alegre mas muito preocupada”.

Os meninos nasceram de parto prematuro, com 34 semanas de gestação. Pesam 1,020 kg, 1,450 kg e 1,750 kg, sendo que os dois menores, em função do baixo peso, estão na UTI Neonatal. E por lá devem ficar até atingir pouco mais de 1,750g.

Enquanto as crianças ganham corpo e recebem toda a assistência especializada necessária, a mãe também segue internada para acompanhar os bebês, inserida em programas desenvolvidos pela unidade hospitalar que conquistaram reconhecimento no cenário nacional e premiações.

A assistente social Eliane Souza Lima informa que o nascimento de trigêmeos é mais raro que o de gêmeos, bastante comum no Hospital da Mulher. Entretanto, revela que nesta mesma unidade materno-infantil já tem outra mãe internada, com gestação de alto risco e com ameaça de pré-maturo, que também está esperando trigêmeos.