quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
Salvador

DESABAMENTO em Pituaçu: 4 mortos são retirados do prédio que desabou

Com informações A Garde, Codesal e Graer
Da Redação , Salvador | 13/03/2018 às 12:29
Retirada do corpo de Alan
Foto: A TARDE
Atualizada às 16h30min

Sete horas após o desabamento de um imóvel na Rua Alto de São João, em Pituaçu, os bombeiros localizaram mais um corpo por volta de 13h20 desta terça-feira (13). A doméstica Rosemeire Pereira, 34 anos, é a quarta vítima do desabamento do imóvel de quatro pavimentos. O filho dela, Arthur, de apenas um 1 ano, foi retirado dos escombros por volta de meio-dia. 

O corpo do filho mais velho de Rosemeire, Robert de Jesus, 12, foi o primeiro a ser resgatado dos escombros durante operação de resgate dos bombeiros militares. Já o irmão dela, Alan Pereira de Jesus, 31, foi resgatado sem vida por volta de 11h10.

Matéria das 12h29min

Foi confirmada na manhã desta terça-feira, 13, a morte de mais uma vítima do desabamento de um prédio de três andares no Alto do São João, em Pituaçu, que ocorreu por volta de 6h10 após as chuvas que atingiram Salvador. O corpo de Alan Pereira de Jesus, de 31 anos, foi retirado dos escombros pelos Bombeiros e será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para ser periciado. 

Alan é tio do menino Robert Pereira, que também morreu soterrado e foi retirado mais cedo. Permanecem soterrados a mãe de Robert, Rosimery Pereira, de 31 anos, e seu outro filho, Artur, de 1 ano.

Já Alex Pereira de Jesus, de 29, a esposa Maria Conceição Bispo de Santos, de 30 anos, e a filha do casal, Sabrina Bispo de Jesus, que completou 11 meses nesta terça, foram resgatados com vida pelos moradores da região. Os três foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanecem internados. Alex sofreu ferimentos na cabeça e reclamou de dores abdominais. Já Maria Conceição ficou ferida no braço esquerdo e na boca, e também estava com dores na região do abdômen.

Além deles, Rosângela Santana de Jesus, de 30 anos, foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após passar mal. Ela não estava dentro do imóvel. 

A operação é comandada pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar. Segundo o coordenador de operação de salvamento dos Bombeiros, major Ramon Dieggo, as equipes vão trabalhar até encontrar todos os moradores da edificação. 

Um helicóptero do Graer está no local auxiliando nas buscas das vítimas que ainda estão desaparecidas. 

Imóveis

De acordo com a Prefeitura de Salvador, outras seis casas "foram embargadas temporariamente para verificação das condições de segurança". Um dos imóveis foi parcialmente demolido para facilitar o trabalho de resgate. 

Funcionários da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) estão no local para cadastrar as famílias que vão receber auxílio moradia. 

Segundo o governo municipal, o prédio que desabou "foi construído recentemente de forma irregular e não ocupava área de risco. A edificação tinha quatro pavimentos, contando com subsolo e cobertura.

 GRAER DE PLANTÃO

O Grupamento Aéreo da Polícia Militar está neste momento na Rua Alto do São João para atuar no resgate de vítimas soterradas no desabamento de um prédio de três andares no bairro de Pituaçu.   

Além do Graer, que acompanha desde o início da manhã, equipes da 39ª CIPM, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão no local.

O Graer participa da operação com um helicóptero e tripulação na prestação dos primeiros socorros, bem como para transportar de vítimas com rapidez para hospitais da capital.

CODESAL

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) já registrou 91 solicitações desde o início das chuvas fortes que caem em Salvador. Entre as principais ocorrências estão 24 alagamentos de imóveis; 5 alagamentos de área; 18 ameaças de desabamento; 10 ameaças de deslizamento; 4 ameaças de queda de árvores; 2 árvores caídas; um desabamento de imóvel; 15 deslizamentos de terra; um destelhamento; e uma pista rompida. A Codesal permanece em plantão 24 horas através do telefone 199. 

OPERAÇÃO CHUVAS

A Prefeitura apresenta nesta terça-feira, a partir das 15h, no Palácio Thomé de Souza, a Operação Chuva 2018. Na ocasião, o prefeito ACM Neto e o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macedo, detalham as atividades envolvidas na prevenção e contingência para o período chuvoso, que geralmente ocorre entre março e abril na cidade. Essas ações, muitas das quais que já ocorrem rotineiramente, mas que serão intensificadas, envolvem desde a limpeza de canais a obras de contenção de encosta, passando ainda pela aplicação de geomantas em áreas de risco, sistema de alerta e evacuação, pluviômetros, formação de núcleos comunitários e capacitação de voluntários.