segunda-feira, 24 de setembro de 2018
Salvador

PREFEITURA anuncia novidades do Momo e espera movimentação de R$1.7 bi

Com informações da Secom PMS
Da Redação , Salvador | 12/01/2018 às 12:08
É o Tchan é uma das 22 atrações sem cordas
Foto:
    O prefeito ACM Neto anunciou hoje a programação do Carnaval de Salvador irá contar com um show da cantora Claudia Leitte e o rapper e produtor norte-americano Pitbull na quinta-feira de folia, 8 de fevereiro, no Circuito Dodô (Barra-Ondina).

  Serão entregues as chaves da cidade ao Rei Momo. Nos últimos anos, a abertura oficial vinha ocorrendo no Centro Histórico, na quarta-feira de carnaval. Além do show de abertura, o prefeito também divulgou uma lista com 22 atrações sem cordas com contratos já fechados: Claudia Leitte, Daniela Mercury, Emicida, Chiclete com Banana, Larissa Luz e Alavontê, Psirico, Saulo, Brown, Margareth Menezes, Parangolé, Alinne Rosa, Cheiro, Dan Valente, Tuca Fernandes, Ju Moraes, Jau, La Fúria, É o Tchan, Harmonia do Samba, Léo Santana, Daniel Vieira, Denny Denan, Duas Medidas, Banda Eva e Igor Kannário.

   Outra novidade está com o Furdunço de carnaval. A festa, que no ano passado ocorreu no Circuito Osmar (Campo Grande), na sexta-feira de folia, também irá para o Circuito Dodô (Barra-Ondina). O desfile irá ocorrer logo após a abertura oficial com Cláudia Leitte e Pitbull.

Ao término do Furdunço, na quinta de carnaval, haverá uma apresentação da cantora Daniela Mercury. O Furdunço de pré-carnaval, que ocorre no domingo (4 de fevereiro), está mantido no Circuito Orlando Tapajós (Clube Espanhol -Farol da Barra).

'Pipoco'

O prefeito também confirmou durante a coletiva a realização do projeto "Pipoco", na terça-feira (6 de fevereiro). Um trio especial irá sair de Ondina, em frente ao Clube Espanhol, às 20h, comandado pelo cantor Léo Santana, e seguirá para o Farol da Barra. Lá, o DJ Alok irá se apresentar em um espaço novo chamado de "Torre Eletrônica".

   DADOS DA SECOM

   O Carnaval de Salvador deverá atrair cerca de 770 mil turistas para a cidade, segundo a PMS. Desses, 400 mil oriundos do interior, 300 mil de outros estados (com destaque para Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Sergipe e Minas Gerais) e 70 mil estrangeiros, principalmente argentinos, franceses, chilenos, alemães e uruguaios.

"Serão mais de mil horas de música. Os números do setor hoteleiro apontam para uma ocupação 25% superior ao Carnaval de 2017. Sendo bem conservadores, deveremos ter uma ocupação dos leitos acima de 90%", anunciou o prefeito, que apresentou os patrocinadores oficiais da festa: Skol, Caixa Econômica, Air Europa e Olla, marca de preservativos.

A movimentação econômica durante a festa na cidade é estimada em R$1,7 bilhão. Durante o período do Carnaval, os turistas nacionais chegam a desembolsar cerca de R$ 4,915 mil, enquanto que os baianos costumam gastar cerca de R$ 1,7 mil e estrangeiros R$ 3,5 mil. Estes dados são baseados em pesquisa de análise de perfil dos turistas, realizada pela Prefeitura. Ainda de acordo com o estudo, os visitantes costumam passar sete dias na cidade durante o Carnaval. Mas brincam nas ruas aproximadamente cinco dias. Os gastos dos foliões incluem passagem, hospedagem, vestimentas do carnaval, alimentação, bebidas, compras, transporte, dentre outros.