quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Salvador

Palmeiras são plantadas na Paralela para diminuir a feiura do Metrô

Com informações da Secom/Gov
Da Redação , Salvador | 20/03/2017 às 08:14
Foram planadas 50 palmeiras
Foto: Pedro Moraes
Cinquenta palmeiras da espécie Washingtonia, conhecida também como Palmeira-de-saia, começaram a ser plantadas no canteiro central da avenida Paralela, na altura do Hospital Sarah, neste final de semana. O plantio destas árvores faz parte do projeto paisagístico da Linha 2 do Metrô e deve ser concluído nos próximos 30 dias. Na opinião do governador Rui Costa, a execução dessas obras “vai transformar a região em um novo cartão postal da cidade de Salvador”. Grandes áreas gramadas vão acompanhar o trajeto da linha e cerca de seis mil árvores serão plantadas, compondo uma extensa área verde.

De acordo com informações da CCR Metrô Bahia, as árvores e arbustos que estão sendo plantados no local são adequados à composição climática da cidade. Mais de 400 árvores nativas já foram transplantadas no canteiro e no entorno da avenida e as lagoas artificiais estão sendo requalificadas com vegetação apropriada. Foram doadas ainda 1.574 mudas de espécies nativas para o Horto Municipal, outras 650 mudas e 500 coqueiros foram plantados pela cidade e na orla.

Em visita às obras da Linha 2 em fevereiro, Rui anunciou também a instalação de bicicletários na Paralela. “Nós teremos muitos usuários que vão chegar nas estações de bicicleta, praticamente todas as estações vão ter bicicletários. Isso é em todo o trecho da Avenida Paralela”, afirmou Rui, que publicou fotos do plantio das palmeiras, neste domingo (19), em suas redes sociais.


Próximas entregas

As estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu estão prontas e passam por testes operacionais para iniciar o funcionamento até o mês de maio. A CCR Metrô Bahia estima que o trajeto entre Pirajá e Pituaçu seja feito em aproximadamente 22 minutos quando a operação regular do novo trecho for iniciada. No segundo semestre, será feita a entrega de mais quatro estações, até Mussurunga, tendo, desta forma, todas as estações da Avenida Paralela em pleno funcionamento. Até o final do ano, a população deve receber a Estação Aeroporto, que finaliza as obras do metrô em Salvador.