quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Política

BOLSONARO É RECEBIDO PELO GOVERNADOR DO PIAUÍ PETISTA WELLINGTON DIAS

Caravanas de vários localidades do Piaui foram recepcionar Bolsonaro. Com informações de O DIA de Teresina.
DA REDAÇÃO ,  Salvador | 14/08/2019 às 11:36
Bolsonaro e comitiva desembarcam em Parnaíba, PI
Foto: Prefeitura de Parnaiba
O presidente Jair Bolsonaro desembarcou por volta das 9h40min desta quarta-feira (14) no Aeroporto Prefeito Dr. João Silva Filho, na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí. Acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente embarcou novamente em um helicóptero para fazer o sobrevoo do Perímetro Irrigado dos Tabuleiros Litorâneos do Piauí. Estão presentes da comitiva presidencial a deputada federal Joice Hasselmann e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, além de outros representantes do governo. A

Bolsonaro teve, nesta quarta-feira (14), em Parnaíba, no litoral do Piauí, o primeiro encontro com um governador do Nordeste, Wellington Dias (PT) após a polêmica causada por declaração sobre governadores da região. De acordo com a assessoria de Wellington Dias (PT), o governador recepcionou o presidente no aeroporto da cidade. Bolsonaro participa da programação de aniversário de 175 anos da cidade.

Ao saber da confusão para inauguração da Escola Militar com o seu nome, na manhã desta quarta-feira, (14) na cidade de Parnaíba, distante 350 quilômetros da capital, Teresina, o presidente Jair Bolsonaro mandou retirar o seu nome da fachada do prédio para não causar mais problemas entre as autoridades do Piauí, incluindo o governador Wellington Dias, prefeito de Parnaíba, Mão Santa e o presidente do SESC-Fecomércio, Valdeci Cavalcante.

Como o prédio que abrigou, por várias décadas, escolas públicas e estava praticamente abandonado, o prefeito Mão Santa e o empresário Valdeci Cavalcante resolveram homenagear o presidente Bolsonaro, colocando o seu nome no que será agora a Escola Militar de Parnaíba, voltada para o ensino militar da região.

Ao saber do arranca rabo entre estas autoridades, Bolsonaro resolveu não ir ao local para a inauguração e ainda mandou retirar o seu nome da fachada do prédio, o que causou indignação àqueles que tentavam puxar o seu “saco”. Mesmo sem ser convidado, o governador Wellington Dias garantiu presença no evento, dizendo que é seu dever como governador, ir à solenidade.

A agenda não confirmada prevê ainda a participação de Bolsonaro em solenidade cívica em homenagem aos 175 anos de Parnaíba e na entrega do Colégio Militar do Sesc, que levará o nome do presidente. A assessoria de Bolsonaro garante que ao retornar do sobrevoo aos Tabuleiros Litorâneos, o presidente retorna à Brasília.

A expectativa é de que estarão em Parnaíba, caravanas de vários municípios do Piauí, pagas com dinheiro publico e de partidos aliados ao do presidente. A comitiva, da qual fará parte a primeira-dama Michelle Bolsonaro e quatro ministros, ficará pouco tempo em solo piauiense.