sexta-feira, 18 de outubro de 2019
Política

BOLSONARO vira TRUMP e seu governo a cada dia se revela uma agonia

Mais de 1.250 lotes de documentos perdidos nos três circuitos do Carnaval em Salvador foram catalogados pela Ouvidoria da Polícia Militar da Bahia (PMBA). Segunda, 11, retirada no Shopping Barra.
Tasso Franco , da redação em Salvador | 07/03/2019 às 18:30
Bolsonaro na Marinha e mais declarações polêmicas
Foto: PR
    MIUDINHAS GLOBAIS:

    1. Com parte da grande imprensa contra seu governo, especialmente alguns blogueiros influentes, tudo o que Jair Bolsonaro fala vira "polêmica". Hoje, ao citar durante encontro no Corpo de Fuzileiros Navais do Rio que "a democracia só existe se as forças armadas quiserem" foi objeto de críticas as mais variadas, em especial de ser anti-democrático, o que vai tornando Bolsonaro o Trump da América Latina. Preocupante. O dólar hoje bateu na casa de R$3,88 e o governo, independente das falas do presidente, precisa agir.

   2. Foi para isso que a população em sua maioria votou em Bolsonaro. Nenhuma privatização aconteceu até agora, órgãos ineficientes seguem no governo entre elas a TV Brasil, a caixa preta da Lei Rouanet não foi revelada, as aposentadorias dos anistiados idem, e o eleitor começa a ficar desconfiado de que o governo não vai agir como se esperava. A Reforma da Previdência está no Congresso e, por lá, com seu rito próprio, anda feito tartaruga.

   3. Sobre as declarações de Bolsonaro na Marinha, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, disse nesta quinta-feira (7) que não viu polêmica na declaração do presidente sobre as Forças Armadas. O ministro disse, ainda, que Forças Armadas são o "baluarte da democracia e da liberdade".

   4."Não achei polêmica. Não vejo nada demais na declaração. Ele estava fazendo um discurso para comemoração dos 111 anos do corpo de fuzileiros navais e ele falou o que todo mundo sabe: as Forças Armadas são o baluarte da democracia e da liberdade. Historicamente, em todos os países do mundo", disse Heleno.

   5. Mais cedo, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que o presidente foi "mal interpretado" na declaração. "O que que o presidente quis dizer? Está sendo mal interpretado. O presidente falou que onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem", disse Mourão.

   6. O governo Bolsonaro está sendo, assim, a cada dia sua agonia. Ontem, o top-triends foi o posto obscendo em conta do twitter da Presidência. Hoje, as forças armadas e a democracia. Sugere-se o presidente contratar um assessor de imprensa.
                                                                       *****
   7. Em homenagem ao Dia da Mulher, a CCR Metrô Bahia vai promover um dia de beleza especial para as clientes. O Espaço da Beleza vai oferecer maquiagem, drenagem facial, esmalteria (limpeza, higienização das unhas, pintura e desenhos artísticos), cosmetologia (orientação de cosméticos naturais), massagem relaxante e distribuição de brindes. 

   8. As ações serão realizadas no dia 8, no Terminal de Ônibus Mussurunga (das 9h às 12h) e na Estação Rodoviária de Metrô (das 14h às 18h), em parceria com o SE7E Centro Tecnológico. As atividades são gratuitas e integram o projeto Vem pra Cá, que promove eventos durante todo o ano nas estações de metrô da cidade.

   9. Mais de 1.250 lotes de documentos perdidos nos três circuitos do Carnaval em Salvador foram catalogados pela Ouvidoria da Polícia Militar da Bahia (PMBA). Até o próximo domingo (10), o folião poderá retirar o documento das 8h às 20h, no Quartel do Comando Geral (QCG), no Largo dos Aflitos. 

   10. A partir da próxima segunda (11), a retirada deve ser feita no posto da Ouvidoria da Polícia Militar localizado no SAC do Shopping Barra. A Ouvidoria da PM no SAC funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.

   11. Os documentos mais encontrados pela PM são: RG, cartão de saúde e carteira de trabalho. Para isso, o folião deve acessar o site da PMBA, clicar no link 'Documentos Perdidos', para verificar se a PM encontrou a identificação perdida e anotar o número do lote do documento cadastrado; o número é essencial para conseguir fazer a retirada.

   12. O clássico Bahia x Vitória, pelo Campeonato Baiano 2019, que acontece na tarde de domingo (10), na Arena Fonte Nova, terá torcida única e contará com 392 policiais militares. A Definição foi estabelecida na reunião de planejamento estratégico de policiamento do clássico BAVI, realizada na tarde desta quinta-feira (7), na sede do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), em Pituaçú.

   13. O policiamento será distribuído na parte interna e no entorno do estádio. Serão realizadas abordagens e revista pessoal nos portões de acesso, intensificação do policiamento nos principais corredores de tráfego, pontos de ônibus e estações de transbordo e metrô. 

   14. “É importante que os torcedores cumpram o estatuto, e evitem levar objetivos proibidos, como por exemplo, bebidas, capacetes e principalmente fogos de artifício. Assim facilita o trabalho da PM e evita transtornos”, declarou o tenente coronel PM Saulo Roberto, comandante do Bepe. 

   15. Com a operação plena do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas e o funcionamento da Estação Aeroporto de Metrô, o modal foi um dos meios de transporte mais utilizados pelos foliões para curtir o Carnaval na capital baiana. Somente nos seis dias da folia, o metrô transportou 1.233.068 clientes.

   16. O número representa um crescimento de 23,4% em relação à quantidade de embarques realizados no mesmo período de 2018. A chegada do metrô à Região Metropolitana de Salvador e a integração com o Aeroporto Internacional foram fatores que promoveram esse incremento. Com isso, moradores da RMS e turistas puderam chegar rapidamente aos circuitos da folia, em uma viagem sobre trilhos de cerca de 40 minutos. 

   17. A Estação Lapa de Metrô foi o destino dos foliões que fizeram a integração com os ônibus exclusivos para os circuitos. A operação de Carnaval contou com 35 trens.

   18. De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), a Bahia gerou 1.211 postos de trabalho com carteira assinada em janeiro de 2019. O resultado positivo decorre da diferença entre 48.504 admissões e 47.293 desligamentos.

   19. Após criação de 5.547 postos de trabalho no mês de janeiro do ano imediatamente anterior, a Bahia exibiu novamente registro positivo. O saldo de janeiro de 2019 foi maior que o resultado de dezembro, quando 11.705 postos de trabalho foram suprimidos, sem as declarações fora do prazo.

   20. Setorialmente, em janeiro, cinco segmentos contabilizaram saldos positivos: Construção Civil (+1.873 postos), Agropecuária (+684 postos), Indústria de Transformação (+391 postos), Extrativa Mineral (+157 postos) e Serviços (+100 postos). Comércio (-1.756 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-211 postos) e Administração Pública (-27 postos) eliminaram posições de trabalho com carteira assinada.

    21. Análise regional – Em relação ao saldo de postos de trabalho, a Bahia (+1.211 postos) ocupou a primeira posição dentre os estados nordestinos e a décima primeira dentre os estados brasileiros em janeiro de 2019. No Nordeste, apenas a Bahia registrou saldo positivo. Todos os outros oito estados da região apresentaram desempenho negativo no primeiro mês do ano: Paraíba (-7.845 postos), Pernambuco (-7.242 postos), Alagoas (-5.034 postos), Ceará (-4.982 postos), Piauí (-1.905 postos), Sergipe (-1.757 postos), Maranhão (-1.366 postos) e Rio Grande do Norte (-1.359 postos).