quinta-feira, 16 de agosto de 2018
Política

Edvaldo Brito é homenageado pelo Balé Folclórico da Bahia nos 30 anos

Para o vereador, o Balé "é motivo de orgulho para nós nos quatro cantos do planeta"
Limiro Besnosik , da redação em Salvador | 09/08/2018 às 21:59
Edvaldo Brito: homenageado
Foto: Valdemiro Lopes

O vereador Edvaldo Brito (PSD) foi um dos homenageados na noite de comemoração dos 30 anos do Balé Folclórico da Bahia, realizada na noite de terça-feira, 7, em um jantar no Pelourinho. O tributarista é presidente de honra da companhia de dança, pois foi responsável, em 2003, pela instituição ter se transformado em fundação, o que permitiu ter mais credibilidade e realizar projetos com instituições do Brasil e do exterior.

A mudança foi feita sob sua orientação. Para ele, o grupo “é motivo de orgulho para nós nos quatro cantos do planeta, desde que eles ocuparam a cena internacional da dança a partir de 1994. Vida longa ao balé, para que continue levando a alma desta terra para os palcos internacionais”.

O evento reuniu elenco, conselheiros e amigos do Balé, quando o diretor Vavá Botelho relembrou: “Eu e o saudoso Ninho Reis lançamos o balé exatamente em 7 de agosto de 1988, como uma forma de dar continuidade ao Viva Bahia, de Emilia Biancardi, onde havíamos trabalhado e tinha acabado três anos antes. Tínhamos consciência do nosso potencial, da capacidade técnica dos nossos bailarinos e do mercado mundial para o folclore da Bahia. Foi muito trabalho para depois comemorar o sucesso”.

Mas, apesar das comemorações, Vavá Botelho lamentou ainda não ter conseguido patrocínio para as festividades dos 30 anos. Estavam previstas para este mês a apresentação do novo espetáculo, coreografias inéditas e uma exposição no Teatro Castro Alves, programação adiada para novembro.