terça-feira, 25 de julho de 2017
Política

Situação do Centro de Convenções será debatida na Câmara de Salvador

Foram convidados para a audiência pública representantes do setor de turismo, eventos e hotelaria
Limiro Besnosik , da redação em Salvador | 20/03/2017 às 18:51
Kiki: que será do Centro de Convenções?
Foto: LB

A situação do Centro de Convenções da Bahia, interditado após um desabamento em 23 de setembro do ano passado, será discutida nesta quarta-feira, 22, às 9 horas, no Centro de Cultura da Câmara de Salvador. A iniciativa é do vereador Kiki Bispo (PTB) e deverá contar com a presença de representantes do setor de turismo, eventos e hotelaria da capital baiana.

Para o petebista é necessário “debater o tema na Casa, discutir com todas as partes envolvidas para que encontremos uma célere solução. A falta de planejamento do Estado está trazendo sérios prejuízos a nossa cidade. Temos que ter a exata compreensão do que representa o Centro de Convenções para Salvador e para a Bahia”.

Em pauta na audiência pública estarão as possibilidades apresentadas pelo governo estadual para o equipamento, entre elas a demolição total do prédio e sua reconstrução em local ainda em estudo.

Quando desabou o CCB estava interditado pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) e passava por obras de recuperação desde 2015. Sua desativação causou o fechamento de 12 hotéis na cidade, que ainda dispõe de 39 mil leitos.

Cotas raciais

Outro debate programado pela CMS será nesta terça-feira, 21, às 9h, com uma sessão solene regimental pela passagem do Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial. tema será “Cotas raciais no serviço público: um desafio para as políticas afirmativas”, numa promoção da Comissão de Reparação, tendo à frente Sílvio Humberto (PSB), integrante do colegiado e militante do movimento negro.