Artigos
01/08/2011 às 09:01

CUIDADOS COM SAÚDE BUCAL DOS BEBÊS DESDE GESTAÇÃO

Hoje é o dia mundial da amamentação

Francisco Xavier Simões

Foto: Facid
Limpar as gengivas dos bebês com algodão embebido em soro é um dos cuidados
   A amamentação natural deve ser incentivada por oferecer muitos benefícios: saciar a vontade de sucção; estimular o crescimento e desenvolvimento crânio-facial normais; evitar a instalação de hábitos bucais nocivos; estabelecer maior vínculo entre o bebê e a mãe. Os cuidados com a saúde bucal dos recém-nascidos devem iniciar durante a gestação, quando a futura mãe deve receber instruções de higiene bucal e dieta para si, além de orientações para o bebê nos primeiros meses de vida.


  A gestante poderá ser submetida a tratamento odontológico, mas com cuidados especiais. Alguns procedimentos podem ser realizados e outros postergados para um momento adequado. O ideal é que, caso a gravidez seja planejada, seja feito um tratamento odontológico pré-natal.


  A higiene do bebê deve ser realizada sempre após a alimentação, para remoção de restos alimentares, limpando as gengivas com uso de gaze embebida em soro fisiológico ou água. A instalação de hábitos precocemente resultará em padrão de saúde bucal durante a vida adulta e o inverso é verdadeiro, ou seja, hábitos inadequados acarretarão prejuízos para a saúde bucal. Ações educativas e preventivas devem ser transmitidas para toda a família.


   A primeira visita da criança ao cirurgião-dentista deve acontecer com a erupção do primeiro dente ou mesmo antes, caso os pais necessitem de alguma informação adicional. Mas vale ressaltar a importância dos pais terem noção de cuidados para manutenção da saúde bucal do bebê. Nesta primeira visita, o profissional irá esclarecer as possíveis dúvidas e iniciar uma rotina que deverá acompanhar durante toda a vida. Dieta equilibrada, aplicação de fluoreto e uso adequado de mamadeira são informações importantes para evitar o surgimento de lesões de cárie.


  A cárie pode ser considerada como problema odontológico e social, é uma doença infecto-contagiosa prevalente multifatorial, que tem como principais fatores o hospedeiro, a microbiota, a dieta e o tempo. Outros fatores contribuem para a ocorrência da lesão de cárie, como a qualidade e quantidade da saliva e uso de fluoretos.  


 É importante que a população procure um cirurgião-dentista para receber o tratamento adequado, evitando até mesmo a perda desnecessária dos dentes. Existem alguns centros que oferecem atendimento gratuito, tais como Postos de Saúde, Unidades de Saúde da Família, Centros de Referências e Faculdades de Odontologia. Há necessidade de procurar informações sobre os requisitos para ter acesso a esses centros.

* Dr. Francisco Xavier Simões
Doutor em Odontopediatria pela FOUSP e presidente do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (http://www.croba.org.br/)


http://bahiaja.com.br/artigo/2011/08/01/cuidados-com-saude-bucal-dos-bebes-desde-gestacao,621,0.html