ter?a-feira, 10 de dezembro de 2019
Esporte

COPA AMÉRICA: GOLEADA CHILENA SOBRE O JAPÃO, ZédeJesiusBarrêto

Chile começa bem a Copa América
ZédeJesusBarrêto ,  Salvador | 17/06/2019 às 22:37
Vargas comemora
Foto: El Gráfico


  Chile 4 x 0 Japão, no Morumbi, pelo Grupo 3, o do Uruguai, fechando a primeira rodada.  

  Os  chilenos, atuais bi-campeões da competição, estrearam bem, com goleada, construída com paciência e técnica, boa atuação coltiva. Prevaleceu a experiência, o time mais ‘cascudo’, a qualidade técnica de seus jogadores, rodados.    

  A arbitragem  foi paraguaia, sem problemas.

*

  Detalhes

   -  O Chile é o atual campeão, venceu a última competição, disputada em casa,  derrotando a Argentina de Messi e companhia na final, em cobrança de tiros livres da marca do pênalti.  Tem uma equipe mais rodada, com seus astros já veteranos, os bem conhecidos Isla, Medel, Vidal, Beausejour, Vargas, Sanchez...

  - De treinador novo, um colombiano, o Chile luta nesta Copa América no Brasil para retomar seu prestígio, já que caiu de produção depois da conquista do título a ponto de nem ter se classificado para disputar a Copa da Rússia.

  - Do outro lado o convidado asiático, o Japão, com uma equipe jovem, corredeira, ainda com deficiências técnicas na frente e ingenuidades defensivas. Tem um bom meia armador, o camisa 10 Nagashima, de 24 anos, e uma promissora revelação: o garoto Hubo, de 18 anos, canhoto, arisco, já contratado pelo Real Madrid.

  - Mais uma vez, público fraco, arquibancadas do Morumbi às moscas. Motivo?  Ingressos caríssimos.  Uma competição pra barão.  A Conmebol nem aí, o povão que veja pela tevê, paga.

*

  Com a bola rolando  ...

 -  Um primeiro tempo animado, muita correria e lances de área. O Chile trabalhando mais a bola e os japoneses explorando a velocidade. Chances de gol perdidas de lado a lado. A equipe asiática até começou melhor, mas aos poucos os sul-americanos foram se impondo.

 - O gol chileno saiu já aos 44 minutos e fruto de um escanteio cobrado da direita, pelo alto. O grandão Pulgar subiu mais que a zaga japonesa e testou firme, no canto.  1 x 0, Chile.

  *

  - O mesmo ritmo, o mesmo panorama, as mesmas equipes na volta dos vestiários. Os chilenos mais inspirados, evoluindo com boa troca de passes.

   - Gol do Chile !  2 x 0, Vargas batendo forte da entrada da área, após boa trama chilena comandada por Vidal e Islas. A bola desviou no caminho e matou o goleiro. Aos 8 minutos.

   - Mais os rápidos asiáticos não se abalaram, continuaram correndo muito e perigavam sempre que conseguiam chegar na frente. Pareciam mais inteiro que os sul-americanos.

    -  Aos 11’, livre na linha da pequena área, o atacante Weda, camisa 13, perdeu chance incrível. Aos 20’, o garoto Hubo fez fila na defesa chilena, entrou de cara mas bateu na rede, por fora. Aos 23, outra chance desperdiçada. O Japão em cima, dando calor, com mais fôlego. Mas ...

 - Gol do Chile ! 3 x 0, Sanches de cabeça, aos 36’ minutos. Mesmo pressionado, os chilenos mostraram mais maturidade. Nos contragolpes definiram a partida, com goleada.  

   - Os japoneses sentiram o golpe, atordoados.  E levaram o quarto gol aos 39’: Sanches recebeu no meio campo e enxergou Vargas penetrando nas costas da zaga asiática. O lançamento saiu perfeito e Vargas deu um tapa, de prima, encobrindo o goleiro que saiu tentando fechar o ângulo do chute.  Golaço ! Chile 4 x 0, com paciência e competência.

  Jogo intenso, corrido e ...  Goleada !  

**

  Brasil e Brasil

  Nesta terça, é vestir a camiseta amarela/verde e torcer.

  - À tarde, a equipe das mulheres encara a boa Itália, em Valenciennes, na França, buscando a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo Feminina.  Marta joga. Um empate serve. 15h.

  - À noite, na Fonte Nova (Salvador), o time treinado por Tite encara a Venezuela, abrindo a segunda rodada da Copa América.  De novidade, apenas a volta do meio-campista gaúcho Artur, substituindo  Fernandinho. No mais, a mesma equipe que venceu a Bolívia na abertura, 3 x 0.  Casa cheia, festa na cidade, o jogo às 21h30.