segunda-feira, 26 de agosto de 2019
Esporte

O BUGRE VENCEU O LEÃO EM CAMPINAS 3x2, por ZÉDEJESUSBARRÊTO

Vitória abriu o placar mas permitiu o empate ainda no primeiro tempo
ZedeJesusBarrêto , da redação em Salvador | 14/05/2019 às 08:54
Guarani 3x2 Vitória
Foto: ECV

 No dia em que o torcedor comemorava os 120 anos de fundação do Esporte Clube Victória, o time em campo caiu de virada, 3x2, para o Guarani, no Estádio Brinco de Ouro, fazendo uma partida sem brilho, com muitos erros defensivos e de passes na saída de bola.

  Abriu o placar mas permitiu o empate ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa deu branco e levou  dois gols antes dos dez minutos. Brigou, tentou mas mostrou pouca ou nenhuma evolução técnica, coletiva.    

  Com apenas 3 pontos ganhos, o rubro-negro está na 12ª colocação, finda a terceira rodada da competição. Duas partidas fora de casa e duas derrotas.  

*

  Com a bola rolando ...

  - Com pouco mais de um minuto, um susto: numa cobrança de falta, na intermediária, alçada, o becão Ferreira, do Bugre, subiu mais que a zaga do Leão e Caíque salvou a testada, tapeando a bola pra escanteio.  

    Jogo equilibrado, as duas equipes tentando por a bola no chão, trocar passes. Marcação forte no meio campo. A equipe da casa, cobrado pela torcida, buscando impor o mando de campo, postado mais à frente.

   - Gol ! 1 x 0 Vitória. Lambança do goleiro Giovanni com Xandão, o zagueiro vacilou, Felipe Garcia dividiu dentro da área adversária e a bola sobrou limpa para Neto Baiano desencantar, enfim. Aos 29 minutos.

   A partida vai ficando dura, faltosa, truncada. Quente.

 - Gol ! 1 x 1, Diego Cardoso, de costas, com a colaboração do goleiro Caíque que saiu mal na bola alçada na sua pequena área. Soltou a bola e reclamou de uma falta que o árbitro não viu. Aos 35 min.

  Aos 47’ , quase chegou o Bugre. A bola enfiada por Artur nas costas da zaga baiana e o avante Diego Cardoso dividiu no chão com Caíque; deu escanteio.  E foi só na primeira etapa.

*

  Empate justo. Os dois gols saíram de erros  individuais bisonhos: do zagueiro Xandão, de um lado, e do goleiro Caíque do outro.

*

  Mesmo panorama em campo na volta dos vestiários.  Logo aos 3 min Caíque voou alto para tirar uma bola matreira no ângulo  superior esquerdo, um chute de longe do meia Artur. Aos 6’, o lateral Mateus Rocha respondeu, também com um chute largo, para defesa de Giovanni.

 - Gol ! 2 x 1 Guarani, Mateusinho.  Jogada pela esquerda, cruzamento rasante, Capa cortou muito mal, nos pés do atacante, soltinho. Bateu forte, definiu, aos 7 min.

Os rubro-negros ficaram atordoados, errando tudo.

 - Gol ! 3 x 1, Guarani. A defensiva baiana perdida, a bola passeado pra lá e pra cá na área, erros infantis, e terminou com Mateusinho ajeitando para o chute forte de Artur que desviou na perna de Victor Ramos e matou Caíque.  Aos 9 minutos.

 Complicou. Um começo de segundo tempo desastrado dos visitantes. Só com os ponteiros correndo os atletas rubro-negros foram aos poucos equilibrando, conseguindo também jogar, atacar, alçando bolas na área adversária; mais volume mas nada de finalizações. Aperta mas não chuta.

   O Leão luta, o Bugre na tocaia. E o tempo passando. Aos 37’, Inácio cobrou uma falta com violência para outra elástica defesa de Caíque, espalmando bem.

 - Gol ! 3 x 2 , Vitória. Éverton Sena, de cabeça, antecipando-se bem ao zagueiro campineiro em uma bola alçada da direita por Nickson. Aos 45 minutos.

  A pressão rendeu, mas o tempo acabou.  

*

 Destaques

  No Bugre,  o lateral Lenon evolui bem. O  meia Artur é o mais criativo e o avante Mateusinho dá trabalho.

  O Leão continua com sérios problemas defensivos, no alto e no chão. Caíque fez boas defesas mas não pode levar um gol como aquele primeiro, bola alta, ele com 1m96 de altura.

**

*

Ficha técnica:

- Guarani (Campinas/SP): Giovanni, Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid, Ricardinho e Artur; Mateusinho (David Souza),  Diego Cardoso e Éder Luis (Felipe Amorim).  Técnico, Vinícius Eutrópio (no banco, Evandro Guimarães, o auxiliar).

- Vitória : Caíque, Matheus Rocha, Éverton Sena, Victor Ramos e Capa;  Leo Gomes (Rodrigo Andrade), Gabriel Bispo e Andrigo (Nickson); Ruan Levine, Neto Baiano e Felipe Garcia (Ítalo).  Treinador, Cláudio Tencati.

No apito, Felipe Fernandes de Lima (MG)

*

Já pela quarta rodada, o Vitória recebe o São Bento (SP) no Barradão, sábado à noite.

*