quarta-feira, 24 de abril de 2019
Esporte

Zagueiro do Vasco fala pela1ª vez sobre primo morto em incêndio

Pablo Henrique, primo de Werley, morreu em incêndio no CT do Flamengo
Tasso Franco , Rio de Janeiro | 10/02/2019 às 09:25
Werley
Foto: divulgação

O zagueiro Werley, do Vasco, primo de Pablo Henrique, uma das dez vítimas do trágico incêndio no Ninho do Urubu na madrugada de sexta-feira (9), foi liberado pelo clube para acompanhar o enterro do primo em Minas Gerais. 

Werley falou com a imprensa no local e, emocionado, afirmou que a missão agora é consolar a família abalada com a morte de Pablo. Segundo ele, o garoto era muito maduro para a idade e determinado em ser jogador de futebol. 

"Acompanhei todo o sonho do Pablo, tive esse sonho também de ser jogador. A preparação, até ele ter oportunidade de entrar em um clube grande. Coisas que não dependem da gente, uma tragédia, fica a boa lembrança, era um menino espetacular, maduro. Agora é cuidar da família e seguir nossa vida. Fica com as imagens boas, o sorriso que sempre nos contagiou", disse.

Sobre as condições do local onde os garotos viviam, Werley evitou detalhes:

"Cresci dentro de concentração, meu irmão cresceu na concentração, a gente tinha o sonho de ver ele conseguindo. Deus vai nos sustentar. Não posso falar, não acompanhei muito as notícias, o que falar posso estar criticando algo que não sei. Posso dizer que até hoje não me lembro de uma fatalidade dessa. Estou com 30 anos, não me lembro de uma fatalidade dessa. É uma tragédia, Ministério Público está procurando saber as razões, o porquê. Agora não adianta. A gente perdeu o Pablo", finalizou.