ter?a-feira, 23 de abril de 2019
Esporte

BAIANÃO 2019: LEÃO GOLEIA EM CASA E BAHIA EMPATA, p/ ZÉDEJESUSBARRÊTO

A equipe titular do Tricolor, comandada por Ênderson Moreira, joga nesta quinta-feira à noite, na Fonte Nova, estreando na Copa Sul-Americana 2019, contra o Liverpool do Uruguai.

ZedeJesusBarreto , Salvador | 07/02/2019 às 07:34
Vitória 4x0 Jequié
Foto:


 

  Com sua equipe tida titular, o Vitória goleou o Jequié no Barradão, diante de dois mil torcedores ( 4 x 0 ). Pegando ritmo e entrosamento. O time está dividindo liderança com o Bahia de Feira.

   O Bahia, com sua equipe B, só empatou com o Atlético, em Alagoinhas (1 x 1), num jogo   muito brigado e com arbitragem confusa.  O Tricolor, com o empate, postou-se em terceiro  lugar, colado no Fluminense de Feira.

*

  Atlético/Alagoinhas 1  x  1  Bahia

  Bom público (quase 10 mil presentes nas arquibancadas), noite calorenta de quarta, estádio Antônio Carneiro, o Carneirão/Alagoinhas, gramado em condições.

  O Tricolor com o Time B, cheio de garotos do sub 23, treinado por Cláudio Prates: Fernando, Mateus, Ignácio, Éverson e Mayk; Caio, F.Medeiros e Filipinho; Cleiton, Caíque e Iago. 

  A equipe de Alagoinhas com atletas rodados (Alyson, Sobral, João Neto, Rafael Granja, Alessandro Azevedo...), treinada pelo tinhoso Arnaldo Lira.

*

  Com a bola rolando ...

  Aos 7 minutos, o árbitro Emerson Ricardo (conversador e complicado) viu pênalti de Ignácio numa disputa de corpo na área com o atacante.   Depois de muita reclamação, o veterano João Neto bateu bem, rasteiro, forte, no cantinho e abriu o placar: 1 x 0, aos 9’.

  Não demorou muito a festa na arquibancada. Iago fez boa jogada pela esquerda e cruzou do fundo; o garoto Caíque entrava pelo meio em velocidade e testou forte, sem defesa, empatando – 1 x 1.

 Jogo quente, corrido, alta voltagem, pegado. Os atleticanos abusando nas faltas duras. Partida muito igual na primeira etapa.

 A correria continuou na segunda etapa, a despeito do calor. Aos 7’, Iago desbravou pela esquerda e só  parou na dividida com o goleiro Rodrigo, do Atlético. Aos 10’, a resposta: o coroa João Neto dominou na área e bateu para Fernando espalmar. Na cobrança do escanteio, Peixoto raspou de cabeça e a bola bateu no poste tricolor. Quase. Animado.

  Aos 15 e 17 minutos os atletas do Bahia chiaram com a arbitragem; queriam a marcação de um pênalti em F Medeiros, derrubado na área; um minuto depois, a arbitragem anulou um gol do Tricolor, alegando que a bola, cruzado do fundo, havia saído. A tevê mostrou que não.

  Com o passar do tempo, o ritmo caiu, o Atlético ficou com um atleta a menos em campo (por contusão) e foi catimbando, tentando ganhar tempo, muito cai-cai em campo, jogadores já no bagaço. Empate desenhado.

*

  A direção do Tricolor anunciou nessa quarta a contratação do avante Artur Kayque; aquele que atuou na Chapecoense e estava nas arábias.

 *

  Copa Sul-americana

  A equipe titular do Tricolor, comandada por Ênderson Moreira, joga nesta quinta-feira à noite, na Fonte Nova, estreando na Copa Sul-Americana 2019, contra o Liverpool do Uruguai.

 

**

Vitória 4 x  0 Jequié, no Barradão

 A  partida começou às 19h30, com público reduzido nas arquibancadas (menos de três mil pessoas) e  Diego Pombo Lopez no apito. O Leão com a equipe considerada titular.

 Foi um primeiro tempo de uma só toada: O rubro-negro buscando o ataque, querendo jogo, chutando e o Jequié se defendendo sem muita competência. Resultado dos 45 minutos iniciais?

  - 2 x 0 Vitória, com gols de Yago e Jeferson.  Duas jogadas parecidas: aproveitando-se de lançamentos longos de Érick e Rui  na área adversária,  o meia Yago e  o lateral Jeferson se projetaram nas costas da zaga triscando na bola, desviando-a do goleiro jequieense.

  Poderia ter sido mais.

   O time do interior voltou da merenda mais animado, tentando o ataque, abrindo-me ainda mais atrás. No campo da  luta, mais equilíbrio  de ações. Aos 11’, após cruzamento de Jefeson, da esquerda, Leo Ceará testou forte e o goleirão Douglas fez uma elástica espalmada no alto, evitando o terceiro. Aos 15’, o Jequié teve o meia João Vitor expulso, depois de faltas duras e dois cartões amarelos.  Facilitou mais para o Leão. 

 Daí, virou um bombardeio rubro-negro. Apareceu muito bem o goleiro Douglas, operando algumas defesas salvadoras.  Aos 36’, o árbitro viu e marcou um  pênalti do becão atropelando Leo Ceará por trás. O mesmo Leo Ceará bateu forte e alto, ampliando : 3 x 0. 

  Deu tempo ainda para Yago ampliar, aos  45 minutos, fazendo um gol típico de centroavante: recebeu na área, matou no peito, girou e bateu de direita no canto: - 4 x 0.  

*

   O atacante Neto Baiano, 37 anos, polêmico, artilheiro e ídolo antigo do clube, está de volta. Estava jogando em Alagoas.  Esteve presente no Barradão. Terá pernas ainda?  

 

**

-  Jacuipense  1 x 2 Vitoria da Conquista  (pelo Baianão)

*

  Copa do Brasil

  Em Juazeiro, valendo pela Copa do Brasil, o Vasco da Gama (RJ) estava empatando (1 x 1) com o Juazeirense, já na metade da segunda etapa... quando os refletores apagaram.  Com o retorno da luz, Nino Guerreiro fez 2 x 1 para o Juazeirense. Mas o Vasco achou o empate, num pênalti, 2 x 2.   Vasco classificado, pelas regras da competição.