segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Esporte

Flamengo deve rescindir contrato de Guerrero caso jogador seja punido

Que situação complicada essa de Paolo Guerrero
Nara Franco , Rio | 05/12/2017 às 12:17
Guerrero
Foto:
Um mês depois da suspensão preventiva aplicada pela Fifa, estendida por mais dez dias nesta segunda-feira, o Flamengo pensa em rescindir o contrato do atacante Guerrero caso ele seja declarado culpado pelo doping. 

Depois da decisão, em caso de absolvição, o Flamengo pretende acionar a Federação Peruana de Futebol, até agora a única responsabilizada pela possível contaminação com o metabólito encontrado em um chá de coca.

Em caso de punição de seis meses a um ano, a rescisão de contrato amigável entre clube e o centroavante é o caminho estudado pela diretoria. Guerrero tem contrato com o Flamengo até agosto de 2018 e já conversava sobre a renovação do vínculo. A negociação, no entanto, está congelada.

Se houver advertência que o mantenha suspenso pelo total de 60 dias, não haverá necessidade de nenhum distrato. No momento o Flamengo avalia em que instância poderia reaver o salário pago ao atleta por um mês não trabalhado. Mas o prejuízo maior seria não ter Guerrero na final da Sul-Americana. O peruano voltou a treinar no Ninho do Urubu e será preparado para o jogo até a decisão da Fifa sair.

A rescisão de contrato está prevista no acordo entre jogador e clube e é padrão para vínculos com os atletas, sem prejuízo ao clube. O único seria não ter o jogador, que ainda corre o risco de ficar fora da Copa do Mundo e não ajudar o Peru.