segunda-feira, 24 de julho de 2017
Esporte

BAHIA passeou na Ponte e goleou 0x3, por ZÉDEJESUSBARRÊTO

Bahia controlou bem o jogo e fez gols no contra-ataque
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 12/07/2017 às 21:37
Bahia absoluto em campo
Foto: Felipe Oliveira

Mesmo no espaço do adversário, o Tricolor Baiano não tomou conhecimento da ‘Macaca’, em Campinas, venceu sua primeira partida fora de casa e distanciou-se um pouco da chamada zona da degola, com 15 pontos ganhos, chegando ao 13º lugar. Uma boa atuação da equipe baiana, absoluta no controle do meio campo e dono da bola. 
Ufa, depois de sete jogos o Bahia voltou a vencer. 
*
Pré jogo

Na equipe da casa , os desfalques de Rodrigo e Cajá, na Macaca; destaques para o veterano Emerson Sheik e o garoto Lucca, na frente.

No tricolor, além dos desfalques mais sentidos, de Edigar Junio e Édson, machucados, a volta do lateral canhoto Mateus Reis e a estreia pra valer do centroavante Rodrigão, recém-contratado. 
Encontro de dois treinadores amigos : Jorgiinho e Gilson Kleina. Arbitragem comandada pelo paranaense Rafael Traci (PR)
*
Bola rolando :

- Gol ! Bahia 1 x 0 - Logo aos 3’, Regis cobrou uma falta da direita e, na frente da pequena área, Rodrigão subiu com estilo e testou no contrapé do goleiro Aranha, fazendo seu primeiro gol com a camisa tricolor. 

- Aos 7’, a trama tricolor pelo meio e o arremate de Renê Jr para defesa de Aranha. Aos 11’, o lateral Fernandinho arriscou de longe e a pelota triscou o travessão de Jean. Aos 13’, com a defesa baiana pedindo impedimento, Claudinho matou no peito, livre, e de cara perdeu. Aos 15’, Regis tabelou e bateu forte... nos braços de Aranha. Aos 19’, Lucca bateu falta da entrada da área no cantinho, mas Jean mandou a escanteio. 
Jogo bom de ver, de igual para igual, veloz e ofensivo. 

Aos poucos, a Macaca foi tentando empurrar o tricolor para a defesa, na pressão. Mas aos 23’, depois de ótima investida de Régis, Rodrigão livrou-se da marcação e encheu o pé! Passou perto.

Aos 35’, numa bobeira da defesa campineira, Ze Rafael dividiu com o goleiro Aranha e os tricolores queriam pênalti, não marcado. Aos 37’, Sheik enfiou nas costas de Lucas Fonseca e Jadson chegou batendo, acertou o poste com o desvio preciso de Jean. O Bahia respondeu com Régis, que tinha opções de passe mas tentou entrar sozinho perdendo boa chance. O contragolpe foi perigoso. 

Aos 40’, por opção tática, Kleina colocou Yuri no lugar do meia Claudinho que saiu chutando o pau da barraca. 
Uma boa primeira etapa, bem jogada. Equilíbrio em campo mas o Bahia foi mais feliz, fez o gol. 
*
Nos vestiários, Jorginho trocou Zé Rafael, com cartão amarelo e fora do próximo jogo, por Juninho, que atua mais defensivamente, não tem a velocidade do contragolpe. A Macaca foi pra cima apertando, mas a equipe baiana encaixando bons contragolpes. A mesma intensidade mantida. 

- Gol! 2 x 0 Bahia. Aos 8’, num chutão de Lucas Fonseca, Rodrigão ganhou na corrida nas costas da zaga, driblou Aranha e ampliou, machucando o pé no lance – substituído por Ferrareis. Na Ponte, Xuxa em lugar de Fagner. 
O tricolor fechado, marcando curto, apostando nos contragolpes. Aos 20 minutos, Jorginho retirou Régis, que atuou bem, e colocou Vinícius, fôlego novo no meio campo.

- Aos 25’, Juninho tentou de canhota, de longe, cobriu o travessão. A equipe visitante, aparentemente, com o controle do jogo, sem maiores sufocos, o tempo passando. A Macaca só oferecia algum perigo em cobranças de faltas e escanteios, bolas alçadas. 

- Gol ! 3 x 0 Bahia. A equipe desceu num contragolpe trocando passes, tocando a bola e Juninho viu a passagem de Renê Jr pela esquerda; o meia entrou na área e encheu o pé ! 
Tudo sob controle, sem sustos, até o apito final. 
*
Boas atuações de Lucas Fonseca, Mateus Reis, Mateus Sales, Renê Jr (!!!) e Rodrigão, claro, com dois gols de centroavante nato. Boa estratégia de jogo do treinador Jorginho. 
*
Na sequência, domingo o Bahia recebe o Avaí, às 19 horas.