segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Esporte

EX-PRESIDENTE DO VITÓRIA é demitido de cargo que ainda exercia

Jorginho diz que o 'bilhete azul' foi dado de forma deselegante (Com Az Tarde Informações)
Da Redação , Salvador | 15/05/2017 às 19:44
Jorginho
Foto:
Demitido do cargo de assessor da diretoria de futebol nesta segunda-feira,15, Jorginho Sampaio criticou a forma do seu desligamento do Vitória. O ex-funcionário lamentou que nenhum dos seus superiores diretos - como o diretor Sinval Vieira e o presidente Ivã de Almeida - tenham conversado com ele antes da decisão, comunicada pelo departamento de recursos humanos.

"Cheguei à minha sala às 9h30 para trabalhar, normalmente. Só que fui chamado pelo chefe do RH para assinar minha demissão. Achei que o correto seria Sinval conversar comigo antes, ou o próprio Ivã de Almeida, por consideração. Eu trabalhei muito para ajudar a eleger essa chapa. Fiquei chateado não pela demissão, mas pela forma que fui demitido", disse.

Jorginho, que apesar de ser assessor contratado por Sinval Vieira, era funcionário do clube, falou que não se surpreendeu com o desligamento porque Ivã de Almeida disse que precisava falar com ele repetidas vezes, mas o encontro acabou não acontecendo.

Procurada, a assessoria de imprensa do Vitória disse que a demissão de Jorginho não tinha ligação com a chegada de Petkovic, que assumiu a gerência de futebol e o cargo de treinador do time principal, e que se tratava de uma reformulação do departamento de futebol.