quinta-feira, 30 de março de 2017
Esporte

VITÓRIA segue invicto na Toca e vence Jacuipense, por ZÉDEJESUSBARRÊTO

O Vitória é o lider do campeonato baiano
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 19/03/2017 às 18:15
Vitória dá gude preso 1x0 no time da Jacuipense
Foto: DIV
Líder absoluto e isolado no Campeonato Baiano, o Vitória continua Invicto no Barradão, a Toca do Leão, nesta temporada, após vencer por 1 x 0 a equipe do Jacuipense, mesmo atuando com uma escalação alternativa.

O jogo pela 8ª rodada foi na tarde desse domingo de fim de verão, dia de celebrações dos católicos a São José, o marido de Maria e pai bíblico de Jesus, José o carpinteiro, invocado pelos nordestinos que pedem chuvas no sertão. Pouca gente nas arquibancadas. 

**
Gude Preso

O treinador Argel escalou um ‘mistão’ rubro-negro, visando a poupar alguns titulares, em função da desgastante sequência de jogos (Caíque, Norberto, Vinícius, Allan Costa e Euller; Uílian, Ramires, Cárdenas e Paulinho; Pineda e André Lima). 

Com a bola rolando, a equipe jacuipense lançou-se à frente, chegando primeiro, tentando mais por a bola no chão; O Vitória naquele estilo da bola longa, alçando, dando chutões... mas aos poucos foi se impondo, até pela melhor qualidade técnica, física e individual de seus jogadores. 

- Aso 17 minutos, Paulinho avançou pela canhota, levou a marcação e bateu de fora, forte e rasteiro, assustando o goleirão Nunes e mandando o recado. Equilíbrio.

- Pelos 25’, uma pressão rubro-negra, com finalizações seguidas de Ramires, Euller e André Lima bloqueadas pela zaga e pelo goleiro do Jacuipense, a arquibancada com o grito de gol entalado na goela e pedindo pênalti que o árbitro Reinaldo Santana ignorou. Aos 34’, o arisco meia Tiago Lima arriscou de fora, mas Caíque espalmou bem. 
- O Vitória abriu o placar aos 47 minutos, com Pineda colhendo de cabeça, na frente da pequena área e entre os zagueiros, um cruzamento do lateral Norberto, da direita, acertando o canto: 1 x 0.

Foi um primeiro tempo pobre tecnicamente e até igual, mas o placar terminou justo para a equipe que chegou mais e soube aproveitar a oportunidade de gol, já nos acréscimos.

*
Nada mudou na volta dos vestiários. Equilíbrio. Os goleiros Caíque e Nunes trabalhando mas sofrendo pouco.
- Aos 10’, Argel trocou o insosso meia Cárdenas pelo jovem e fogoso avante Jhemerson, querendo mais. Depois, aos 20, tirou Norberto e pôs Salino, seis por meia dúzia. E o rubro-negro, com o controle das ações, sem sofrer pressão do adversário, foi ‘cozinhando o galo’ em fogo brando. 

- Aos 28’, George meio sem ângulo, pela direita, bateu forte mas Caíque estava atento e pegou no pé da trave. Aos 35’, Pineda tabelou com André Lima e saiu de cara com o goleiro Nunes, que cresceu e abafou o lance, evitando o segundo. O time interiorano parecia estafado em campo.

- Aos 42’, numa cobrança de falta alçada de longe na área rubro-negra, a defesa parou e Índio testou forte, mas Caíque fez sua melhor defesa no jogo e salvou o empate. Aos 48’, Índio testou outra no contrapé de Caíque que se espichou e espalmou, garantindo o resultado. Justo e sem sobras. 
*
Destaques: 

No Vitória, Norberto, Ramires, Pineda e Paulinho correram muito, mostrando serviço e brigando por uma posição na equipe titular. 

No Jacuipense, o meiocampista Tiago Lima foi o melhor; índio entrou no final e quase empata.
*
Próximos compromissos do rubro-negro:

Quarta-feira, contra o Sergipe, no Batistão, em Aracaju, valendo liderança do grupo E do Nordestão/2017.
Pelo Campeonato Baiano, Jacobina x Vitória, no sertão, cumprirão a tabela da 9ª rodada, no próximo fim de semana.
**