segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Economia

Hub Salvador é alvo de visita de agentes de empreendedorismo

Os participantes foram selecionados por terem obtido o melhor escore de metas do programa Agente de Empreendedorismo
Secom Salvador , Salvador | 06/06/2019 às 18:39
Os dez agentes de empreendedorismo e orientador de campo que atuam na região de Cajazeiras vão visitar as instalações do Hub Salvador, no Comércio, nesta sexta-feira (7). Os participantes foram selecionados por terem obtido o melhor escore de metas do programa Agente de Empreendedorismo, nos quesitos atendimento, encaminhamento ao microcrédito, ações transversais e de divulgação.
Durante a visita, os participantes vão assistir a uma palestra sobre Gestão e Liderança, a ser ministrada pelo empreendedor Frederico Machado. Além disso, terão a oportunidade de conhecer algumas startups que estão buscando soluções para as áreas de mobilidade, segurança, educação, saúde e sustentabilidade. “A intenção é unir conhecimento e lazer que agreguem conteúdos ao programa e à formação dos agentes”, explica a coordenadora do Agente de Empreendedorismo, Maiana Brandão.
Funcionamento – Idealizado e coordenado pelo Parque Social, o programa Agente de Empreendedorismo é desenvolvido em parceria com as secretarias de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel). Integrante do 7º eixo do programa Salvador 360, tem como propósito fomentar o desenvolvimento socioeconômico por meio de estímulo ao empreendedorismo, apoiando os empreendedores e potenciais empreendedores no acesso ao crédito e na aquisição de conhecimentos específicos para que possam desempenhar com maior profissionalismo e autonomia no próprio negócio.
O Agente de Empreendedorismo é realizado com o apoio do Banco do Nordeste, através do Crediamigo, e do Sebrae Bahia, que disponibiliza a participação dos empreendedores em palestras e oficinas relacionadas ao tema empreendedorismo. O programa está presente em 43 bairros, 79 escolas, dez Prefeituras-Bairro e no Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm). A atuação nesses locais é feita por 90 agentes, estudantes do curso de Administração, e nove orientadores de campo.