quinta-feira, 25 de abril de 2019
Economia

Mauro Cardim fala sobre o desemprego na RMS

Mauro Cardim afirma que concorrência de grandes supermercados com pequenas empresas gera desemprego na RMS
José Pedro Garcia Castro , Salvador | 07/02/2019 às 11:43
Mauro Cardim
Foto: divulgação

O secretário municipal de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Freitas, Mauro Cardim, propõe ao Governo do Estado a criação de mecanismos que possam reduzir a carga tributária dos pequenos mercados. “As pequenas empresas geram cerca de 75 % dos empregos. Mas a concorrência com as grandes empresas que são alicerçadas pelo capital estrangeiro é desigual”, afirma o secretário. De acordo com ele, o Governo Federal também deve criar mecanismos para estimular os micro e pequenos empresários.

  “Assistimos uma monopolização das grandes empresas em vários setores, como na construção civil, no setor de medicamentos e os atacadões de alimentos”. afirmou. Segundo ele, essa concorrência está prejudicando mais de 10.000 mercadinhos em Salvador e Região Metropolitana. “Os pequenos e médios empresários estão sem renda e como são geradores de emprego isso causa o desemprego”, avaliou. “A concorrência injusta com a invasão dos grandes atacados no nosso estado está prejudicando as pequenas empresas e gera desemprego e prejuízo para milhares de famílias”, diz Cardim. “O Atakarejo, por exemplo, lucra milhões em Lauro de Freitas e não investe na cidade. O dinheiro vai todo para o exterior, pois é alicerçado pelo capital estrangeiro”, protesta o secretário.

  Ele afirma que o foco do novo Governo Federal para a retomada do crescimento econômico do país deve ser o investimento em mecanismos que venham a fomentar a micro, pequena e média empresa. “Afinal, se uma empresa dessas tem uma carga tributária igual a um gigante multinacional, a sua capacidade de competitividade no preço final é mínima”, afirmou.