sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Economia

1 ANO: VINCI AIRPORTS investe R$700 milhões no Aeroporto de Salvador

Com informações da Comunicativa
Da Redação , Salvador | 04/01/2019 às 20:48
Nova loja de Duty-free a maior do Nordeste
Foto: BJÁ


No dia 2 de janeiro de 2019, a VINCI Airports completou um ano à frente da gestão do Aeroporto de Salvador. Desde o começo das operações, a Concessionária engendrou medidas para melhorar a jornada dos passageiros e o dia a dia dos demais usuários.

Além do aprimoramento de processos internos, foi dado início às obras de modernização e ampliação do Aeroporto. Mais de 700 milhões de reais estão sendo investidos na intervenção, cuja primeira etapa estará concluída até 31 de outubro de 2019.

Os resultados alcançados ao longo de 2018 se traduzem em diversos indicadores, que melhoraram em relação a 2017. Veja abaixo alguns deles:

NÚMERO DE PASSAGEIROS

O Aeroporto de Salvador completou quatro trimestres seguidos de crescimento. O ano de 2018 fechou com cerca de 8 milhões de passageiros, o que representa aumento de 5% em relação ao ano de 2017.

Para assegurar o crescimento ao longo do ano, a equipe de negócios aéreos intensificou a relação com os planejadores de malhas e área de planejamento estratégico das empresas aéreas, bem como participou de pelo menos 12 feiras, fóruns e eventos similares em cidades como Lisboa, Paris, Londres e São Paulo apresentando o destino Bahia e o programa de incentivos para novas rotas para o Aeroporto de Salvador.

NOVOS VOOS

Durante todo o ano de 2018, sete novas rotas entraram em operação, sendo cinco delas internacionais. Salvador passou a ter conexão direta com as cidades brasileiras de João Pessoa e Goiânia. Os soteropolitanos também ganharam a opção de embarcar sem escalas da capital baiana para Miami, Ilha do Sal, Cidade do Panamá e mais uma opção para Buenos Aires. Três novos destinos sazonais passaram a ser oferecidos na alta temporada: Rosário (Argentina), Teixeira de Freitas e Cuiabá.

OBRAS

Cerca de três meses após o início após o início das operações, foi colocada a pedra fundamental das obras de ampliação e modernização do Aeroporto de Salvador. Elas contemplam uma série de exigências descritas no Contrato de Concessão e outras melhorias de iniciativa própria da Concessionária. As obras estão divididas nas etapas 1B e 1C, cuja conclusão é de respectivamente 31 de outubro de 2019 e 31 de outubro de 2021. A primeira etapa, iniciada em 19 de abril de 2018, contempla 90% de todas as intervenções e representa cerca de 700 milhões de reais em investimentos.  Deste montante, cerca de 500 milhões são advindos de um financiamento do BNB e o restante é de recursos próprios da VINCI Airports.

Atualmente, há 55 frentes de obra e mais de mil operários trabalhando. Já foram concluídos quase 40% dos trabalhos previstos no terminal existente, incluindo troca de iluminação convencional por LED e substituição dos sistemas elétricos, de refrigeração e de prevenção e combate a incêndio. Também já foi entregue parte da nova área de escritórios e balcões de vendas das companhias aéreas, e 60% do check-in em novo layout. Na área operacional, a pista auxiliar foi totalmente reformada, e houve melhoria na iluminação da pista principal.

A área para instalação do maior Duty Free do Nordeste, uma loja com 600m² localizada no desembarque internacional, também foi uma entrega já concluída da Concessionária. Nele, pode ser encontrado um portfólio amplo de marcas internacionais como Channel, Lancôme, Veuve Cliquot e Victorinox. O estabelecimento se adequa ao novo conceito comercial do Aeroporto, ‘walkthrough’, que valoriza a experiência dos passageiros.

Outras intervenções estão em andamento e serão entregues até 31 de outubro de 2019. Alguns exemplos são: a reforma da pista principal, a construção de estrutura para implantação de novos conjuntos de escadas e elevadores, reforma de 9 conjuntos de banheiros e construção de 15 outros, construção de um novo píer com 6 pontes de embarque e ampliação do terminal existente em 20.000 m².

As melhorias em progresso não se restringem às exigências do Contrato de Concessão, mas contemplam também iniciativas próprias da Concessionária. Entre elas estão a renovação da Praça de Alimentação, o incremento de operações comerciais de varejo e alimentação, a instalação de painéis fotovoltaicos e a construção de outras estruturas visando deixar o Aeroporto em conformidade com a política ambiental da VINCI Airports.

Segundo o diretor presidente do Aeroporto de Salvador, Julio Ribas, as obras foram um dos grandes desafios enfrentados pela Concessionária em 2018. Além de serem de grande dimensão, elas têm que ser feitas com o Aeroporto em funcionamento. O Terminal opera 24h por dia. “É como fazer uma reforma em casa com os moradores dentro. Estamos fazendo esforços para minimizar os transtornos aos passageiros. Eles são temporários e necessários para que no final de 2019 tenhamos um equipamento capaz de atender bem às necessidades de baianos e turistas, oferecendo mais conforto e uma melhor experiência”.

SUSTENTABILIDADE

Assim como os demais aeroportos operados pela VINCI Airports, o Aeroporto de Salvador possui a sustentabilidade como pilar fundamental para suas atividades. Os procedimentos da Concessionária estão em alinhamento com o Air Pact - política ambiental global da VINCI Airports, que estabelece quatro grandes compromissos a serem implementados até 2020: obter e manter certificação da Airport Carbon Accreditation (ACA); reduzir a intensidade energética dos aeroportos em 20% (em comparação com 2013); realizar diagnóstico de risco da biodiversidade e obter a certificação ISO 14001.

Neste sentido, ao longo do ano de 2018 uma série de ações na área de gestão ambiental foram implantadas. Alguns destaques são: construção de uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) com 99% de eficiência, Central de Resíduos, aumento do índice de reciclagem de resíduos em 25,6% e estimativa de redução de mais de 30% do consumo de energia elétrica com a substituição de lâmpadas convencionais por iluminação de LED.

Adotando o conceito de energia circular, está em andamento a construção de um sistema de reuso de água integrado à ETE e prevista a instalação de painéis para geração de energia solar.

CONQUISTAS

A Concessionária do Aeroporto de Salvador recebeu o Certificado Operacional de Aeroporto, emitido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O processo de certificação contou com um rigoroso cronograma de inspeções e verificações ao longo do ano de 2018, atestando que as atividades no aeródromo ocorrem de acordo com os regulamentos da Agência, principalmente em relação à segurança operacional, operação, manutenção e resposta à emergência aeroportuária.

Outra importante conquista do ano foi o Selo de Diversidade Étnico-racial, outorgado pela Secretaria Municipal da Reparação da Prefeitura de Salvador. A certificação estabelece diretrizes e compromissos para as empresas signatárias no que diz respeito ao combate do racismo institucional e à promoção da equidade nas relações de trabalho.

O reconhecimento dos esforços da Concessionária para oferecer melhores serviços e infraestrutura veio também através do crescimento de seu desempenho na Pesquisa de Satisfação do Passageiro, promovida pelo Ministério dos Transportes.

A média atingida pelo Aeroporto de Salvador foi de 4,26 no terceiro trimestre deste ano contra 3,95 no mesmo período de 2017. O crescimento registrado foi de 8% em relação ao ano passado. O resultado atingido ultrapassou a meta estipulada pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero), que é de média 4. Esta foi a terceira vez consecutiva que o equipamento registrou a maior evolução na satisfação dos passageiros entre todos os aeroportos brasileiros pesquisados.

Sobre a VINCI Airports

A VINCI Airports, uma das cinco principais empresas globais do setor de aeroportos, gerencia o desenvolvimento e as operações de 44 aeroportos localizados na França, em Portugal (incluindo o hub de Lisboa), no Reino Unido, na Suécia, no Camboja, no Japão, nos Estados Unidos, na República Dominicana, na Costa Rica, no Chile e no Brasil. Com a presença de mais de 250 companhias aéreas, os aeroportos VINCI registraram um tráfego superior a 180 milhões de passageiros em 2017.

Por meio de sua expertise e do profissionalismo de seus 12 mil funcionários, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando seu know-how para otimizar a gestão e o desempenho das infraestruturas aeroportuárias existentes, extensões de instalações e novas construções.

Em 2017, seu faturamento anual para atividades de gerenciamento atingiu 3,2 bilhões de euros, com um valor consolidado de 1,4 bilhões de euros.  Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com ou www.salvador-airport.com.br