segunda-feira, 18 de junho de 2018
Direito

BAIANO DE FEIRA é suspeito de femicídio em Corrientes, Argentina

Há seis pessoas presas e cinco são brasileiros
Los Andes , Corrientes | 10/01/2018 às 17:02
Local do crime segundo o Los Andes
Foto: Los Andes
     Um novo feminicídio choca Corrientes e todo o país. A vítima, mãe de apenas 16 anos, foi estuprada por quem seria seu parceiro e três outros assuntos; Ela foi encontrada deitada sobre um colchão e ao lado dela estava o bebê de seis meses que estava chorando inconsoladamente.

De acordo com o jornal Época, a jovem morreu depois que quatro sujeitos, três deles de nacionalidade brasileira, abusaram dela. Antes do ataque, os homens estavam no canto da pensão onde a menina vivia, consumindo bebidas alcoólicas.
De acordo com o mesmo jornal, a vítima, Irina Daiana López (16) se recusou a ter uma relação sexual com quem seria sua namorada e ele a teria estuprado. Ao ouvir os gritos, os três sujeitos que beberam perto do internato se aproximaram e se juntaram ao ato aberrante.

"Um policial viu quando um dos meninos passou na frente do destacamento (Honduras e Avenida La Paz) com o braço ensanguentado. Ele perguntou o que aconteceu e não saber o que responder foi atrasado. Então ele levou sua declaração ao arrendamento e encontrou o corpo sem vida da menina ", disse uma fonte no caso.

Os vizinhos apontaram para um "Souza", um homem que deixou o pensionista correndo e disse que estava indo para o terminal. As tropas organizaram um parafuso de operação e conseguiram encontrar o suposto femicídio e prendê-lo.
De acordo com o site La Nacion, um dos suspeitos é Wenderson de Souza Bacelar, de 21 anos, que era namorado da vítima. Wenderson é da cidade de Feira de Santana. Já os outros quatro suspeitos são naturais da Cipó, no nordeste do estado.

Quando o corpo da jovem foi encontrado, um grupo de pessoas, entre brasileiros e argentinos, participava de uma reunião social, com uso de bebidas alcoólicas e drogas. O corpo da adolescente foi submetido à autopsia para esclarecer a causa morte e a polícia local continua investigando o caso.