quinta-feira, 21 de setembro de 2017
Direito

DESEMBARGADOR mantém a mulher do ex-governador Cabral em Bangu

Com informações do Globo.com
Da Redação , Salvador | 20/03/2017 às 18:45
Adriana Ancelmo segue no xilindró
Foto:
O desembargador Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, atendeu nesta segunda-feira pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) e revogou a prisão domiciliar da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo. Adriana teve a prisão preventiva convertida em domiciliar na última sexta-feira pelo juiz Marcelo Bretas, mas não chegou a sair de Bangu 8. Ela está presa desde dezembro do ano passado.

Relator da Operação Calicute no Tribunal Regional Federal (TRF) na 2ª Região ele acolheu o pedido de liminar em mandado de segurança pedido pelos procuradores da República. Entre outros fundamentos, eles argumentaram que a revogação da prisão preventiva representa uma enorme quebra de isonomia com as milhares de mães presas no sistema penitenciário brasileiro que não são beneficiadas por essa medida.