sexta-feira, 05 de junho de 2020
Colunistas / Cinema
Diogo Berni

TRAPEDD, do NetFlix, trama na neve em crime na Islândia

A série se passa na Islândia, um país gelado
25/11/2017 às 09:17
Trapped, do NetFlix, EUA,2017. Série islandesa de grandíssima qualidade começa com o aparecimento de um corpo, sem a cabeça e os membros, pescado por trabalhadores locais, de uma pequena cidade ao mesmo instante em que chega uma barca cheia de carros e pessoas na cidadela. 

Lógico que as autoridades locais, três para ser mais preciso, linkam o corpo com o envolvimento de pessoas que estariam vindos da barca. Começa então a investigação de quem seria o assassino, e paralelo a este fato, uma nevasca toma conta da cidade, de modo que esta fica ilhada, onde ninguém pode chegar ou tampouco sair. 

As personagens vão mostrando-se a cada episódio , temos: o pai que não aceita ter perdido sua filha caçula em incêndio misterioso em uma fábrica, um jovem que não consegue parar de se culpar pela morte dessa mesma menina, duas africanas de 17 e 13 anos raptadas para tráfico humano, e por fim o protagonista da série, que é o delegado da cidade: um sujeito taciturno, barbudo em excesso, em volta a separação com duas filhas pequenas e principalmente, gordo, ou seja, um típico não protagonista fazendo o papel deste, auxiliado por dois policias: um homem na casa dos sessenta, que pensava que era o Magaiver, e uma mulher na faixa dos quarenta, que sempre estava com a cara fechada e a testa franzida; não sei se pelos crimes que tinha que descobrir ou pelo frio, provalvelmente pela segunda opção.

   A neve que dá a bela fotografia à série, e até a frieza nórdica das personagens na forma que trata os problemas e também as soluções, por consequência.  Mas voltando sobre a série temos esse primeiro corpo que é achado logo no primeiro capítulo, e com o desenrolar dos outros , outras mortes surgem e inúmeros candidatos a assassinos , também. 

   O que posso adiantar-lhes, e isso sem medo de cometer spolier, é que temos personagens intrínssecados ou complexos, um roteiro muito bem azeitado com estes comportamentos complexos dessas personagens, e consequentemente um bom resultado final, somando-se a grandes atuações de atores da Islândia. 

   Se o sol tá te pegando e você não aguenta mais: então corra até o Netflix e se esbalde com tanta neve e ação, juntos, em dez horas com dez episódios interligados; por isso a maratonagem é válida, e se for com um ar condicionado ligado na mínima temperatura pra pegar o clima da série nórdica:melhor ainda .