Colunistas / Cinema
Diogo Berni

REMAKE DE BONS FILMES PARA TEMPORADA DE FÉRIAS 2012

Para começar 2012 de bem com o cinema
07/01/2012 às 08:01

Foto: DIV
Missão Impossível IV, pura adrenalina
  Salve geral, do Sergio Rezende, 2009 Brasil. Antes da crítica, vai o meu salve a hipocrisia do judiciário brasileiro, pela sua lerdeza e incompetência, o que é justamente que o filme se propõe a tratar.
 
  A película conta a história do PCC, a  facção que põe ordem nos presídios do país, onde antes aconteciam muitos crimes nas celas por atritos dos próprios presos, o PCC veio pra colocar ordem no galinheiro onde agora não se podia brigar, teria que existir irmandade entre os presos e nada de crack nas celas.

  Com o lema liberdade, igualdade e justiça o PCC é hoje a grande potencia do nosso mercado negro ou poder paralelo brasileiro. Um filme que mostra as cortinas escondidas de nosso país em que a mídia e o governo insistem em não mostrar a população o lado obscuro da nossa sociedade.

   O filme vale ser visto pela história do PCC, ao qual muitos desconhecem. 
                                                                       **
   Imortais, de Tarsem Singh 2011 USA é uma película bem feita, isso não posso negar. Trata-se de um épico com uma estória interessante do bem contra o mau, da fé contra o ceticismo, onde o protagonista Tesus tem o auxilio dos deuses propriamente ditos e vindos do céu sem pleonasmos, e por isso mesmo sempre ganha as batalhas.

   O que se vale comentar sobre esse épico holiudiano são os efeitos especiais nas batalhas e a mensagem do inicio e do final do filme: Homens corajosos e íntegros viram eternos.

   Por simplesmente esse motivo se vale propor ser integro: para se tornar "um certo Deus" algum dia, se é que alguém tem essa pretensão, a qual duvido muito, pois a maioria pensa só no dia de amanha e nada mais. Integridade nos dias de hoje pode ser até uma utopia, mas temos a missão em insistí-la, senão pra que valeria o mundo? 
                                                                         
  Bonita essa a mensagem do filme: Integridade importante e o que falta nos nossos dias. A película se torna atual nesse sentido, apesar de ser um épico.
                                                                         **

  8 e meio, do mito italiano Felinni. Assisti a esse filme por obrigação de cinéfilo, depois fui ver porque era tão importante assim assisti-lo: foi o filme que mudou a narração cinematográfica colocando o tempo e a mente dos personagens na película além dos diálogos, porem sinceramente, pode ser até ignorância minha, mais achei demasiado longo, mais para a época foi importante pra o que temos assistindo hoje, foi revolucionário mil anos atrás, hoje: chato.

  Tudo pelo poder, dirigido e roteirizado por  
George Clooney (USA 2011) conta a estória dos bastidores de uma campanha política. No caso, de uma eleição presidencial norte americana de um candidato democrata onde o principal marqueteiro se vê traído por um dos seus "braços direitos", tendo que tomar medidas ferrenhas para a campanha não ir escada abaixo.

  O filme te prende pela arquitetura que é fazer uma campanha política e o poder através dessa película de desbravar esse "mundo" das campanhas, onde literalmente tudo se vale. Três ou quatro meses de muito trabalho e cansaço: isso é um resumo de uma campanha política, onde muitas vezes, o inimigo não é o seu adversário das urnas, mas o que está mais próximo de você, te olhando, te calculando, te cutucando sem você o ver e você terá descobrir isso tudo, caso queira ganhar uma eleição.

  Um filme atual, bem feito com inicio, meio e fim e produzido por um cara conectado com que se anda acontecendo aos nossos dias. Compramos um zoológico , de  Cameron Crowe Usa 2011 sinceramente é uma estória verídica  bastante desinteressante em película, ao menos pra mim isso pareceu. Não é porque fulano compra um zoológico que se pode ter um bom roteiro pra ser rodado um filme.

  Uma película chata, longa e muitíssimo norte americano, no seu sentido mais negativo possível. Não indico, nem pela sua bela atriz Scarlet Jonhassom estando no filme fazendo um fraco e apagado personagem de uma veterinária tabaroa e ignorante.
                                                                             **

   Missão impossível IV - Protocolo fantasma, dirigido por Brad Bird e roteirizado por
J.J. Abrams Usa 2011 é um filme de ação com muitas "culhudas" bem feitas e uma logística de imagens muito bem tramada. Roteiro por roteiro: não se vale comentar em filmes de ação, mas o filme vale por ser bem desenhado no sentido de as cenas de ações levarem a outras metas de forma clara e objetiva.

  Com um protagonista que por vezes exagera em empáfia, a película se salva com sua complexa e interessante rede de inteligência informatizada, transformando o filme em ágil e agradável, Quem tiver afim de um pouco de adrenalina, vale ver.