quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Cultura

DOM FRANQUITO degusta um tempranillo com paella marinera no SOLARES

Um restaurante que é também um cantinho da Espanha na cidade do Salvador
Dom Franquito , Salvador | 07/08/2019 às 13:28
Paella marinera no Taberna Solares
Foto: BJÁ
  A colonia espanhola na Bahia, especialmente em Salvador, é a terceira maior do país constituida na maioria dos seus integrantes por galegos das localidades de Vigo, Pontevedra, Corunha e Ourense, cuja capital é Santiago de Compostela. Há, na capital baiana, em cultura e costumes, além do Galícia, time de futebol, a Caballeros de Santiago e o Centro Espanhol. Já teve um dos melhores hospitais da cidade mas fechou. A comunidade atua na Construção Civil, no comércio, na indústria de alimentos - panificação - e serviços.

Há um cantinho especial para encontro das familias dessa comunidade originária do Norte da Espanha que é o Restaurante Taberna Solares situado no Centro Espanhol de Ondina. Local climatizado, amplo, decorado com motivos da Espanha - leques, sombreros, pandeiros, fotos de touradas e da Galícia, etc - tem também área com vistas para o mar - um sitio bem agradável, e que serve comidas típicas da Peninsula Ibérica. Aos sábados, música flamenca, violão.

Dois pratos bem apreciados no Solares são as tortillas e as paellas. A tortilha - assim se escreve em português - é uma espécie de omelete feita com ovos, batatas, cebola, chouriços, etc -  a depender da região da Espanha. As batatas devem ser cozinhadas lentamente no azeite de oliva para que enxarquem e amoleçam, dando consistência ideal para o prato. Aí está a diferença para o omelete comum desses que a gente produz em casa. A tortilla é mais encorpada, alta, elegante.

A paella nasceu na costa leste da Espanha, na região de Valência, como alimento dos camponeses nos séculos XV e XVI. Eles iam para o trabalho no campo e levavam arroz, óleo de oliva e sal, além de um recipiente para cozinha, uma panela redonda com alças, rasa e grande, chamada paella. Na zona rural, acrescentavam os produtos da região - coelhos, patos, frangos, ervas, frutos do mar. Ainda hoje é o prato mais popular da Espanha e há vários tipos de paellas. A valenciana, a mais conhecida, leva exatamente essa mistura de frutos do mar e carnes - porco, coelho, frango, açafrão, tomate, pimentão, camarão, lagosta, etc.

O arroz chegou a região do lago Albufera de Valencia no século VI durante dominação árabe trazido pelos bizantinos. Mais do que uma herança gastronômica o arroz se tornou uma devoção na Espanha e existe até o arroz valenciano especial para paellas, ainda hoje produzido em Albufera - nome em árabe que significa pequeno mar - e se tornou um Parque Nacional da Espanha, a partir de 1986. No Brasil também se tornou um produto popular e consumido e produzido em vários estados, em especial, no Norte e em Santa Catarina. 

Então, não dá pra ensinar como fazer uma paella valenciana com pato e coelho, até porque exige-se um fogão especial com várias bocas de fogo e diferentes graduações. Agora, no Solares, yo e la señora Bião de Jesus saboreamos uma tortilla mista e uma paella marinera de tirar o chapéu. 

- Você está sem boina, sem chapéu, como vai tirá-lo - advertiu-me la señora Jesus.

- És o de menos, hablei en espanhol.

- Vamos experimentar esse tierras guindas tempranillo, seco fino, apontou-me ela para a carta de vinos.

- Prontamente, aquiesci.

Com a tortilla à mesa o tempranillo desceu suave num encaixe perfeito. 

Ficamos a admirar o mar e as familias galegas a conversar no Solares. Os espanhóis adoram a boa mesa e a conversa. E, claro, el vino. Como nosotros que bebericávamos o tierras guindas de Espanha com prazer.

A horas largas chegou a paella marinera à nossa mesa. Suspirei fundo. Dava até para mais uma botella de tempranillo. La señora Jesus brecou. - Queres emborrachar?

- Yo no, disse com ponta de ironia.

E fomos com prazer a marinera. Uma delicia. Não só no visual, pero, também no sabor. Camrão, polvo, mexilhões e lula guarnecidas de arroz, açafrão e pimentões.

De postere un petit gateau para os dois pombinhos.

Taí um lugar que vale a pena ir de novo.

---------------------------------------------------------- 

Taberna Solares

Centro Espanhol ou Clube Espanhol

Av. Oceânica, 1404 - Ondina Salvador

Aberto todos os dias 

Fone 71. 3194.0250

Tierras Guindas R$77,00

Tortilla Mista R$38,00

Paella Marinera R$79,90

Petit Gateau 21,90

Estacionamento gratuito

Cobra 10% serviços

Aceita todos os cartões

Classificação 4 DONS