ter?a-feira, 19 de fevereiro de 2019
Cultura

Volta às aulas: como prevenir acidentes escolares

Especialista da Vitalmed orienta sobre segurança e primeiros socorros
Lume Comunicação , Salvador | 11/02/2019 às 18:22
Volta às aulas: como prevenir acidentes escolares e garantir a proteção de crianças
Foto: divulgação

No espaço escolar, assim como no ambiente doméstico, acontecem diversos tipos de acidente de acordo com a faixa etária e maturidade do estudante. Por ano, os números de ocorrências escolares que acometem crianças e adolescentes com idade inferior a 14 anos são alarmantes. Somente na rede pública de saúde são registradas cerca de seis mil mortes e mais de 140 mil entradas hospitalares. Estes são dados registrados no Manual Brasileiro de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros nas Escolas.

Os incidentes não ocorrem somente nos espaços de Educação Física, como geralmente imaginamos. Esse é um pensamento equivocado, que atrapalha a segurança e cautela de forma geral nas instituições de ensino de níveis fundamental e médio. Por isso, é importante seguir as orientações de especialistas e se assegurar de que o colégio de seus filhos possui áreas protegidas, a exemplo do entorno das piscinas, das bordas das tomadas, das pontas das mesas e cadeiras, além de ambientes gradeados, como muros, janelas e portas.

A médica da Vitalmed, Diana Serra, alerta para o fato de que “atropelamentos, quedas, cortes, engasgos, asfixias, ataques alérgicos, choques e afogamentos são os acidentes mais comuns. Por isso, é necessário que todos - pais, educadores e funcionários das instituições escolares – fiquem atentos às recomendações médicas. Possuir conhecimento de primeiros socorros na hora de prestar a assistência inicial e rápida e, em seguida, procurar um médico em caráter de urgência e emergência são dicas que, quando seguidas, podem ajudar a salvar vidas”.

A médica salienta que é fundamental estar sempre atento às atividades das crianças e adolescentes, sejam elas efetuadas dentro da sala de aula ou em qualquer outro ambiente escolar. Também não se deve deixar ao alcance dos estudantes nenhum objeto ou conteúdo líquido perigoso, como facas, tesouras, desinfetantes e álcool. Outro detalhe essencial é que os itens de primeiros socorros – gazes, ataduras, antialérgico, esparadrapo, soro fisiológico, algodão, termômetro, etc. -, precisam estar disponíveis em casos de emergência e urgência.


Área Protegida


Líder em Atendimento Pré-Hospitalar na Bahia, a Vitalmed, com 25 anos de história, também oferece o serviço de área protegida, que possibilita pronto atendimento a emergências e urgências médicas ocorridas nas instalações físicas de uma determinada empresa ou instituição, como as escolas. A especialidade do profissional de saúde, o tipo de veículo e o tempo para o atendimento vão estar condicionados à gravidade do estado de saúde de cada paciente.