segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Bahia

Moema anuncia implantação de Administração Regional em Vida Nova

Anuncio foi feito durante audiência do Planos de Bairro
Imprensa Lauro , Lauro de Freitas | 07/06/2019 às 06:03
Moema anuncia implantação de Administração Regional em Vida Nova
Foto: Lucas Lins
Za audiência do projeto “Planos de Bairro”, realizada no Dia Mundial do Meio Ambiente, na noite desta quarta-feira (05), moradores de Vida Nova apontaram áreas verdes como característica que mais gostam na localidade. Investimentos na cobertura de saúde, implantação de sistemas bancários e mobilidade urbana com acessibilidade, foram algumas das propostas destacadas para o desenvolvimento do bairro ao longo dos próximos dez anos.
Na escuta social, promovida pela Prefeitura de Lauro de Freitas, na Escola Municipal de Vida Nova, a prefeita Moema Gramacho anunciou para agosto a instalação de uma Administração Regional no bairro, com possibilidade de abrigar serviços bancários.
Com 2,2 km², que representam 3,8% do território total do município, o bairro de Vida Nova se concentra em uma área de interesse social e expansão urbana, como definido no Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal (PDDM). O número de residências chega a marca de 4.339, as unidades imobiliárias 6.115 e as empresas somam mais de 400. Na localidade estão instaladas três escolas municipais, uma estadual e um posto de Saúde Pública.
Estes e outros dados foram apresentados por Marzo Santos, coordenador da Secretaria Municipal de Governo (Segov), para que os moradores pudessem refletir o que têm de melhor em Vida Nova, quais os problemas e soluções e como pensam o bairro daqui a dez anos.
A comunidade propôs ainda mais investimentos em cursos profissionalizantes, pavimentação, ampliação do horário de atendimento do posto de saúde e saneamento básico. A prefeita Moema Gramacho ouviu as demandas e respondeu a questionamentos relacionados ao objetivo da escuta social. Ampliar o atendimento no posto de saúde para fins de semana e no turno da noite foram sugestões consideradas viáveis pela prefeita.
“Este projeto faz parte da revisão do PDDM, com a finalidade de planejar o município na perspectiva bairro a bairro. Além das demandas apontadas, aproveitamos para dar respostas do que já pode ser feito”, frisou Moema.
A moradora Daniela Brito, 39, avalia a escuta social como um momento de aproximar a gestão da realidade do bairro. “A melhoria do anexo da escola Municipal Jardim Ipitanga é um dos meus desejos. A prefeita disse que o ideal é construir uma nova escola, porque a estrutura do anexo não corresponde a necessidade da comunidade”, falou a moradora sobre uma das demandas.
A iluminação local foi elogiada, embora alguns pontos de Vida Nova mereçam ser melhorado. A prefeita estabeleceu o prazo de 15 dias para resolver problemas com iluminação, assim como sugeriu trabalhos de conscientização para o descarte irregular de lixo, já que a coleta passa regularmente.