segunda-feira, 26 de agosto de 2019
Bahia

SERRINHA: Mais antigo colégio estadual perde alunos por ensino ruim

Colégio Estadual Rubem Nogueira precisa de um incremento pedagógico e mais professores
Tasso Franco , da redação em Salvador | 16/05/2019 às 12:26
Colégio Estadual Rubem Nogueira, bonito mas com qualidade de ensino a desejar
Foto: BJÁ
   Pela primeira vez em sua história, o Colégio Estadual Rubem Nogueira, em Serrinha, (antigo Ginásio Estadual do Nordeste, 1948) perde alunos e entra em decadência apesar do prédio encontrar-se bem conservado e com iluminação cênica. 

   Os motivos nominados pela comunidade escolar são de que o colégio caiu de nível pedagógico e os alunos do segundo grau estão preferindo a Escola Normal e outros estabelecimentos. Além disso, hoje, o município já dispõe de colégios de ensino médio em distritos.

   Enquanto a Escola Normal está repleta de alunos, mais de 1.200 (estimativa) o Rubem Nogueira, que é mais amplo, com muitas salas, tem em torno de 500 alunos. As salas de aulas na ENS de Serrinha, em sua maioria, têm 40/45 alunos, enquanto no Rubem Nogueira há salas com 15/20 alunos. 

    Há ainda a informação de que a direção atual do Rubem Nogueira estaria vinculada a determinado partido político e não acompanhou o desenvolvimento pedagógio de outras unidades. 

   O Colégio Rubem Nogueira tem uma longa história e precisa de uma reavaliação da Secretaria de Educação do Estado, a nomeação de mais professores, uma pedagogia de melhor qualidade, para que volte a ter uma maior quantidade de alunos, inclusive com remanejamento de parte do alunado da ENS.