segunda-feira, 26 de agosto de 2019
Bahia

Prefeitura de Lauro de Freitas ajuda moradores afetados pela chuva

A Defesa Civil foi acionada para acompanhar as famílias que permanecem em situação de risco
Imprensa Lauro , Lauro de Freitas | 16/05/2019 às 12:08
Assistencia aos desalojados
Foto: Laerte Santana
Quarenta e sete pessoas de dez famílias, entre elas três gestantes e dois recém-nascidos, ainda permanecem alojadas na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no Caji Caixa D'água, em Lauro de Freitas. O templo religioso é o único, entre os equipamentos públicos que serviram de abrigo durante as fortes chuvas do último fim de semana, que ainda tem famílias alojadas. Só hoje neste bairro, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc) encaminhou novos 14 beneficiários para o bolsa aluguel.
Nesta quarta-feira (15), a Vigilância Ambiental entregou produtos de desinfecção e manual de uso aos moradores afetados do Caji Caixa D'água e de Boca da Mata, em Portão, para reforçar a higienização das casas. Vanja Brito, diretora do Departamento de Política Habitacional (Semdesc), relata que o social já começou as visitas domiciliares para encaminhamento de benefícios, como o bolsa aluguel, pecúnia e cesta básica. 
“Estamos fazendo o levantamento do perfil de cada família. Temos em média 600 pessoas cadastradas no município que tiveram problemas com a chuva”, destacou.
A Prefeitura Municipal de Lauro continua fazendo a entrega de refeições - café da manhã, almoço e jantar - para os alojados e outras pessoas que não abandonaram suas residências, como afirma Jackson Moreira, líder comunitário da localidade. “Estou acompanhando a situação dos moradores desde a sexta-feira (10). Muitas pessoas passam o dia na casa e vem aqui pra Igreja só dormir. Outras ainda continuam resistindo em sair, mesmo estando em uma área crítica”, pontuou Jackson, voluntário nas ações emergenciais.
A Defesa Civil foi acionada para acompanhar as famílias que permanecem em situação de risco da localidade. Nos outros bairros mais atingidos, como da comunidade de Boca Mata e Sempre Verde (Portão), Chafariz, Lagoa da Base e  Areia Branca, serviços médicos, alimentação, materias de limpeza e outros, continuam sendo disponibilizados pela Prefeitura. Equipes do Centro Referência de Assistência Social (CRAS) de cada localidade acompanham as demandas.