quinta-feira, 18 de outubro de 2018
Bahia

Estudante e professora de Feira de Santana representarão Brasil

Campeonato Sul-americano de Orientação acontece no Uruguai
Ascom Educacao , Salvador | 09/10/2018 às 11:50
erika, Guilherme e Geovanna
Foto: div

A estudante Geovanna Teles Cordeiro Mineiro, 15, que cursa o 1º ano no Colégio Estadual Rotary, localizado em Feira de Santana (99,3 km de Salvador), e sua mãe, a professora da rede estadual, Erika Teles Cordeiro Mineiro, que leciona Ciências no Centro Integrado de Educação Assis Chateaubriand, irão representar a Bahia e o Brasil no Campeonato Sul-americano de Orientação, que será realizado de 8 a 11 de novembro, no Uruguai.

 

Geovanna competirá na categoria D16E e Erika, na categoria D40A. A mãe é técnica e a grande inspiração para a filha, que vem se destacando no cenário nacional nesta modalidade esportiva, na qual se usa mapa e bússulas para percorrer distâncias e a própria natureza como campo de jogo. Por isto, a Orientação é conhecida como uma modalidade que ajuda a disseminar a proposta de proteção do meio ambiente. Geovanna, que pratica o esporte desde 2014, já conquistou o 1° lugar no XIX Campeonato Brasileiro de Orientação (CAMBOR), em 2017 e, também, é bicampeã no Campeonato Metropolitano e no Campeonato Baiano, nos quais participou em 2015 e 2016.

 

Além de Geovanna e Erika, apenas mais dois atletas baianos irão participar do campeonato. O seu irmão mais velho, Guilherme Teles Cordeiro Mineiro, 18, que competirá na categoria H20E, e o seu amigo Breno Carneiro, que competirá na categoria H18E. Eles viajarão juntos no dia 7 de novembro. Goevanna fala sobre a expectativa de competir fora do seu país. “É muita responsabilidade competir em outro país e representar o Brasil. Estou muito ansiosa para competir e conquistar este título, pois isso significa muito para mim, para a minha família e todos que me apoiam”, afirmou empolgada a estudante, que fará sua primeira viagem internacional.

 

Segundo a estudante, o esporte vem contribuindo muito para o seu desenvolvimento na escola, principalmente nas disciplinas de Geografia e Matemática. “Participar dos campeonatos me deu uma base muito boa de conhecimento, pois alguns assuntos são cobrados nas disciplinas, a exemplo de Curvas de Níveis e Escalas, e isto é muito importante porque me ajuda no aprendizado”, revelou a estudante.

 

Esporte em família - O foco, a força e a determinação de Geovanna vêm da família. Ela compete junto com a mãe e o irmão. Eles dizem que são inspirados na mãe Erika Teles que, além de ser a principal torcedora dos filhos e atleta, também é a técnica da equipe. Mestre em Ciências Ambientais e fisioterapeuta, a professora Erika alia os conhecimentos técnicos e a paixão pelo esporte para melhorar, ainda mais, a performance dos filhos. Ela não esconde o orgulho das conquistas que estão chegando.

 

“Geovanna é uma garota muito aplicada e determinada. A prática esportiva melhorou ainda mais o seu desempenho na escola, porque desenvolve o raciocínio lógico, a autoestima, as relações interpessoais, além de ajudar nas disciplinas, pois o esporte possui uma linguagem interdisciplinar. No campeonato, o atleta precisa fazer uma leitura de mapas e códigos para que possa tomar decisões rápidas e definir a melhor rota do percurso a ser corrido e isso melhora a compreensão de localização”, ressaltou Erika, sobre os benefícios do esporte para o processo de ensino e aprendizagem.

 

Erika também falou sobre a performance dos demais atletas e explicou como é possível aliar trabalho, família e esporte. “A orientação mudou as nossas vidas. Além de Geovanna e Guilherme, tenho mais dois filhos pequenos e meu esposo que também adoram participar das provas e das atividades na natureza. Também desenvolvo um trabalho com os meus alunos sobre esta modalidade. Embora eu tenha uma rotina intensa de trabalho, o esporte fez com que eu tivesse mais tempo com a minha família e mais energia para os desafios. Somos mais felizes pelo que a Corrida de Orientação tem nos proporcionado e esta competição no Uruguai é um grande sonho”, acrescentou.